Rock in Rio: um parque temático unido pela música

Entre as novidades, o Palco Digital terá youtubers portugueses e estrangeiros como cabeças-de-cartaz.

Muse, Bruno Mars, The Killers, Demi Lovato, Anitta e Agir. Estes são, para já, os nomes dos artistas confirmados no próximo Rock in Rio Lisboa, que vai acontecer nos dias 23 e 24 e, depois, 29 e 30 de junho - este ano apenas quatro dias, em vez de cinco, e em junho e não em maio, como era habitual.

Mas há muito mais novidades a caminho, garante Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio: "Vai haver mais coisas novas do que em qualquer outra edição. É como uma nova primeira edição. Temos caminhado para aquilo que acreditamos ser a vocação do Rock in Rio, que é ser um parque temático da música, onde a música é o elo de tudo mas onde o entretenimento está presente em cada vez mais formas."

Entre os novos espaços de entretenimento o destaque irá para o Pop District e, dentro dele, para o Palco Digital. Será um espaço para tudo o que é cultura pop, diz Roberta Medina, assente em quatro pilares: música, arte, cinema e jogos. Isto significa que haverá, por exemplo, uma área de jogos para experimentação, exposições de arte, eventos de cosplay, artistas de banda desenhada. "Vamos trazer conteúdos que não são do mundo da música mas que estão relacionados com a música", explica a responsável. O Palco Digital terá como cabeças-de-cartaz youtubers e outros "influenciadores", tal como já aconteceu na última edição no Rio de Janeiro: "Vamos ter grandes nomes dos youtubers, tanto portugueses como de fora, sobretudo brasileiros."

Outra das atrações do Pop District será um espetáculo de dança que vai acontecer por entre o público, ao som das bandas sonoras de alguns filmes bem conhecidos (como Grease ou Footlose). "A dança tem cada vez mais presença no Rock in Rio, continuamos com o palco da Street Dance e também há dança da Rock Street, que neste ano se veste de África", avança Roberta Medina. E há também cada vez mais apelos à interatividade com o público - como por exemplo a Hall of Fame, uma parede com as marcas das mãos de muitos dos artistas que participaram na história do Rock in Rio.

Quem vai ao festival tem muito por onde escolher, mas a filosofia dos palcos principais mantém-se: há o Palco Mundo e outro palco que ainda está a ser definido, e nestes não haverá sobreposições de concertos. Quanto a música, Roberta Medina garante que, de uma maneira ou de outra, os Xutos & Pontapés vão estar presentes, como estiveram nas edições anteriores: "O Rock in Rio não quer deixar de ter os Xutos, nem que seja numa homenagem. Ainda não sabemos como, mas já temos algumas ideias."

Exclusivos