Record Store Day lembra vítimas de ataque ao Bataclan

Este ano, os Metallica são os embaixadores do dia das lojas independentes de discos e vão lançar o álbum ao vivo no Le Bataclan, em Paris. Mas também uma compilação da Disney

Entre as milhares de novas edições prontas para amanhã assinalarem a 9.ª edição do Record Store Day, dia criado em 2007 para celebrar as lojas independentes de discos e a cultura do vinil, está um LP intitulado Disney Favourite Songs, ou seja, uma compilação que reúne algumas das canções mais emblemáticas dos clássicos da Disney. Se dúvidas existissem da dimensão e transversalidade que o Record Store Day ganhou ao longo destes quase dez anos, elas rapidamente se dissipam nesta edição: a esse LP da Disney junta-se o facto de os Metallica terem sido escolhidos como embaixadores oficiais deste evento. Metallica e Disney juntos no mesmo dia.

Esta 9.ª edição traz ainda um ímpeto social. Precisamente por causa desta ocasião, o grupo norte--americano decidiu editar exclusivamente para este Record Store Day um disco ao vivo que regista o concerto que a banda deu no Le Bataclan, há sensivelmente 13 anos, de forma a prestar o seu tributo às vítimas dos ataques que ocorreram em novembro passado em Paris, mais precisamente neste clube, que já tem data marcada para a sua reabertura: 16 de novembro, com o concerto de Pete Doherty. As receitas das vendas do disco Liberté, Egalité, Fraternité, Metallica! Live at Le Bataclan, Paris, France, June 11th, 2003 vão reverter para a campanha Give for France, da organização de beneficência Foundation de France.

Poderia pensar-se que com o advento do consumo da música em formato digital, seja pelos downloads ou através dos cada vez mais populares serviços de streaming, que também a cultura do vinil e, consequentemente, das lojas independentes de discos abrandasse ao ponto do inevitável desaparecimento. Mas não. De ano para ano, a lista de lançamentos preparados para este Record Store Day é mais extensa e diversificada e as notícias do aumento de vendas deste formato são também recorrentes. Ainda este ano a Forbes noticiou como, só no mercado norte-americano, as vendas de discos de vinil durante 2015 aumentaram 30% face ao ano anterior, perfazendo 12 milhões de discos vendidos. E no top dos mais vendidos estão Adele, com o seu celebrado 25, e Taylor Swift, com 1989, seguidas de clássicos dos Pink Floyd (Dark Side of the Moon), Beatles (Abbey Road) e Miles Davis (Kind of Blue). Ou seja, são duas cantoras com bases de fãs que compreendem uma faixa etária mais baixa que acabaram por vender mais até em vinil, o que pode ser sintomático da mudança em curso, mesmo que o volume de vendas de discos de vinil esteja longe de representar a maior fatia do bolo das receitas da indústria discográfica.

A controvérsia

No entanto, nem tudo são boas notícias em torno deste dia. Também a cada ano que passa surgem mais retalhistas de discos que se insurgem contra esta iniciativa e os seus efeitos. Este ano, a OYE Records, estabelecida em Berlim, sendo uma das mais proeminentes retalhistas da Europa, avançou que não fará parte das celebrações do Record Store Day e as suas queixas vão ao encontro de outras vozes discordantes. Uma das razões prende-se com o facto de as pequenas editoras, com quem trabalham mais ativamente, terem cada vez mais dificuldades em lançar discos de vinil a tempo, devido ao grande catálogo do Record Store Day e ao maior peso das multinacionais.

Celebrações em Portugal

Em Portugal são várias as lojas que se juntam à iniciativa. É o caso da Flur (Av. Infante D. Henrique, Armazém B4, Lisboa), que amanhã contará com concertos de Salim e Bleiden e uma instalação de André Gonçalves. Já a Louie Louie (Escadinhas de Sto. Espírito da Pedreira, n.º 3, Lisboa) receberá o lançamento do disco Sumba, de Tó Trips (Dead Combo) & João Doce (WrayGunn), além de algumas promoções. A Carpet & Snares (Rua da Misericórdia, 12-20, Lisboa) celebrará este dia não só com descontos até 20% mas também com DJ sets de Rui Miguel Abreu, Mr. Bird, Kool Isac Ace, Zé Salvador + João Maria + Jorge Caiado.

Outras lojas em Lisboa e no Porto aderem à iniciativa com promoções, horários alargados e novidades, como a edição da revista Evasões pormenoriza.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG