Paulo Branco produz filme de Terry Gilliam

O Homem que Matou D. Quixote será rodado em Portugal e Espanha

O produtor português Paulo Branco vai produzir "O homem que matou Dom Quixote", que deve começar a ser filmado em setembro, em Portugal e Espanha, retomando um projeto com mais de 15 anos, anunciou hoje a Leopardo Filmes.

O anúncio da produtora de Paulo Branco foi feito hoje, em Portugal, lembra que o filme tem argumento do ex-Monty Python Terry Gilliam e de Tony Grisoni, e que é uma adaptação do romance "Dom Quixote de la Mancha", de Miguel de Cervantes.

Trata-se do "projeto de culto" do realizador norte-americano Terry Gilliam, diz o comunicado. De culto, adianta, porque se trata de um projeto antigo do cineasta, cujas filmagens chegaram a começar em 2000 (com Johnny Depp), mas que foram interrompidas.

O comunicado da Leopardo Filmes não dá mais pormenores, mas remete para páginas de publicações especializadas em cinema, como The Hollywood Reporter e Screen International, segundo as quais o filme vai custar 18,2 milhões de dólares (cerca de 16 milhões de euros).

"O homem que matou Dom Quixote" ("The man who killed don Quixote") conta a história de um homem que viaja no tempo e, no século XVII, conhece Dom Quixote.

O elenco do filme deve ser conhecido até junho.

Um documentário já contou os infortúnios à volta do filme várias vezes anunciado, entre os quais se incluem uma tempestade e questões de saúde de diferentes elementos da equipa.

Terry Gilliam foi um dos criadores da comédia inglesa Monty Python e realizou mais de uma dezena de filmes, como "12 macacos", "O rei pescador", "A fantástica aventura do Barão" e "Brazil: o outro lado do sonho", além de "Monty Python e o cálice sagrado".

Exclusivos