Os episódios mais turbulentos da vida de George Michael

Em 1998 foi detido nos Estados Unidos por atentado ao pudor, num episódio altamente publicitado. Depois, registaram-se outras situações

O músico britânico George Michael, que morreu domingo aos 53 anos, foi um ícone da música pop conhecido tanto pelos êxitos que colocou no top de vendas um pouco por todo o mundo, como pela sua turbulenta vida pessoal, com problemas com a justiça e com as drogas.

Georgios Kyriacos Panayiotou, de seu nome de batismo, brilhou como membro do duo Wham e como solista ao longo de uma carreira na qual vendeu mais de 100 milhões de discos, com temas que se tornaram clássicos da música pop como "Careless Whisper", "Faith", Wake me up before you go-go", "Freedom" ou "Last Christmas".

O seu primeiro álbum como solista "Faith" foi um êxito de vendas em 1988, mas deu início a uma batalha legal entre o músico e a editora Sony, da qual George Michael se tentava libertar.

Em 1998, o artista foi detido por atentado ao pudor numa casa de anho pública, na Califórnia, Estados Unidos. George Michael, que sempre se recusara a comentar as especulações acerca da sua homossexualidade, veio então a público assumir que era homossexual e revelar o relacionamento com o norte-americano Kenny Goss.

O incidente foi posteriormente parodiado no videoclip "Outside".

Em 2006 voltou a protagonizar as páginas dos jornais depois de ser detido pela polícia londrina por dormir ao volante do seu BMW, embriagado e supostamente sob o consumo de cannabis.

Dois anos depois voltou a ser detido por posse de cocaína e outras substâncias, tendo em 2010 recebido uma sentença de oito semanas de prisão por um incidente no qual foi com o seu automóvel de encontro a uma loja no norte de Londres.

Em 2011, anunciou oficialmente o fim da sua problemática relação de 15 anos com Kenny Goss, embora tenha assegurado que se tinham separado dois anos antes.

Em 2012, tentou relançar a sua carreira ao cantar na cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres.

Durante a última década da sua vida teve alguns problemas de saúde, tendo estado à beira da morte em 2011 devido a uma pneumonia, tendo sido obrigado uma traqueotomia.

George Michael esteve apenas uma vez em Portugal, em 2007 no Estádio Municipal de Coimbra, por ocasião dos 25 anos de carreira.

O músico britânico George Michael morreu domingo, dia de Natal, aos 53 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG