Open House Porto.1 fim de semana e 42 visitas gratuitas

A 4 e 5 de julho decorre a 1.ª edição do Open House Porto. Nestes dias é possível visitar 42 espaços no Porto, Gaia e Matosinhos de forma gratuita

Criado em Londres em 1992 por Victoria Thorton, o Open House já é um habitué em trinta cidades em todo o mundo - Londres, Nova Iorque, Praga entre outras -, em Portugal, o Porto é a segunda cidade portuguesa a entrar no roteiro deste evento internacional, a primeira foi Lisboa. Entre os dias 4 e 5 de julho, a arquitetura abre as portas a quem quiser entrar, gratuitamente.

Um roteiro que vai desde casas privadas a teatros, passando por mosteiros e espaços industriais, entre outros. No Open House Porto, o público é convidado a criar o seu próprio itinerário e a explorar a arquitetura da cidade através de um novo olhar.

Pedro Bandeira, arquiteto comissário desta primeira edição, refere que este evento pretende "dar a conhecer a um público alargado uma diversidade grande de edifícios e infraestruturas que, pelo seu valor arquitetónico, pela sua função específica ou localização privilegiada, merecem toda a atenção. Partindo do valor associado à arquitetura contemporânea que se produz no Porto - e que já valeu dos prémios Pritzker a Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto Mora - o Open House Porto favorece também um enquadramentos de edifícios históricos da cidade."

A particularidade deste evento que faz com que a experiência seja diferente do que é normal reside no facto de ser possível visitar os espaços de diferentes formas: visitas livres, visitas acompanhadas por assistentes e visitas comentadas pelos autores e especialistas de diferentes áreas.

Numa coprodução da Trienal de Arquitectura de Lisboa com a Casa da Arquitectura, numa parceria estratégica com as Câmaras Municipais do Porto, Gaia e Matosinhos, é o primeiro evento cultural que reúne a associação da Frente Atlântica. Da cooperação entre as cinco entidades, surge a oportunidade de visitar estes 42 espaços do Porto, Gaia e Matosinhos.

Entre os espaços encontram-se: a Torre do Burgo, a Casa da Música, a Torre do Jornal de Notícias, a Casa Breyner 310, o Teatro Municipal Rivoli e a Torre dos 24 no Porto, o Mosteiro da Serro do Pilar, o Espaço Porto Cruz e a Capela de S.José em Gaia e a Casa de Chá da Boa Nova, a Refinaria de Matosinhos, o Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões e a Casa da Arquitetura em Matosinhos. A lista completa dos locais bem como os detalhes sobre todos os edifícios e os horários podem ser consultados aqui a partir de hoje.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG