"O raptor de Europa" de Júlio Pomar em leilão

A base de licitação do quadro é de 50 mil euros. Para além da obra de Júlio Pomar, o leilão contará com trabalho de Domingos Sequeira, Dórdio Gomes e Francis Smith.

O quadro O Raptor de Europa, de Júlio Pomar, vai à praça em abril, em Lisboa, com uma base de licitação de 50 mil euros, num leilão de arte e antiguidades, organizado pelo Palácio do Correio Velho.

De acordo com a leiloeira, mais de 800 lotes serão levados à praça nos dias 5, 6 e 7 de abril, desde pintura, gravura e escultura, porcelana, mobiliário, ourivesaria e uma coleção de armas antigas.

Júlio Pomar também está representado neste leilão com O Biombo, uma colagem e pintura acrílica sobre tela, assinado e datado de 1979, com uma base de licitação de 40 mil euros.

Vão ainda a leilão, na área da pintura, Alegoria a Napoleão, óleo sobre tela de Domingos Sequeira, por 40 mil euros, e o Autoportrait de António Saura, pelo mesmo valor de base.

Na escultura, destacam-se a obra Coroação de Nossa Senhora, grupo escultórico português do século XVIII, em barro policromado, estofado e dourado, a começar por um valor de 30 mil euros e um Jesus Cristo Crucificado, escultura Cingalo-portuguesa, do século XVI/XVII em marfim, pelo mesmo valor.

Estarão ainda representados neste leilão artistas como Alda Machado, Alex Katz, António Saura, Arpad Szenes, Calapez, Columbano, Condeixa, Dórdio Gomes, Eduardo Viana, Emmérico Nunes, Francis Smith, Frederico Ayres, José Malhoa, Manuel d'Assumpção, Nikias Skapinakis, Noronha da Costa, Paula Rego, entre outros.

As proveniências das peças que estarão em leilão são, por exemplo, da Coleção João Luis Saltão, da Coleção Luís Pereira Ganhão, ou dos Viscondes de Morais.

Exclusivos