Novo palco e cinema ao ar livre no Meo Sudoeste

O músico português Jimmy P e dos DJ angolanos Darcy e Callas são as últimas confirmações. Festival vai ter compras à porta

A pouco mais de um mês do início do festival, foram muitas as novidades apresentadas por Luís Montez para o próximo Meo Sudoeste, que este ano cumpre as 20 edições. Para assinalar em grande o aniversário, o festival com o novo palco EDP, que o patrão da Música no Coração, a empresa que desde 1997 organiza o festival, prevê vir a ser "um dos espaços mais procurados" da edição deste ano. "Contará com uma banda residente, e irá juntar a dança ao hip-hop", revelou sobre este novo espaço, cuja programação definitiva, prometeu, será anunciada para breve.

A realizar, como habitualmente, na Herdade da Casa Branca, junto à Zambujeira do Mar, o Sudoeste arranca na quarta-feira, com a já tradicional "Noite de Receção ao Campista", para a qual foram ontem confirmados mais dois nomes, dos DJ angolanos Darcy e Callas, que se juntam assim a DVBBS, Yellow Claw e Club Banditz. Ainda no respeitante à música, foi também anunciado o regresso de Jimmy P, que regressa assim ao Sudoeste, onde também atuou em 2014, num dos palcos secundários, e também no ano passado, já promovido ao palco principal, onde voltará no último dia do festival, a 7 de agosto, domingo, para apresentar o novo álbum Essência, editado em abril.

O músico luso-angolano é assim a última aquisição de um cartaz que conta ainda, entre outros, com nomes como C4 Pedro, Damian Jr. Gong Marley, James Morrison, João Pedro Pais, Martin Garrix, NBC, Seu Jorge, Steve Aoki ou Virgul, o ex-vocalista dos Da Weasel, que ontem, depois da conferência de imprensa, interpretou algumas das músicas a incluir no disco de estreia a solo.

Ecológico e tecnológico

Outra das novidades anunciadas é a utilização, pela primeira vez no Sudoeste, de copos reutilizáveis, "de modo a preservar o ambiente e a combater o desperdício". Os copos são entregues mediante o pagamento de uma caução de dois euros, devolvida no final do festival. E no que toca ao recinto também são várias as melhorias, a começar por uma zona de cinema ao ar livre, junto ao LG Cool Spot, onde também funciona o serviço de lavandaria da zona de campismo - funcionará todos os dias, ainda em horário e sessões a anunciar. Para que ninguém fique off-line e não haja, em casa, pais preocupados com a falta de notícias, todo o recinto, campismo incluído, terá cobertura wi-fi, numa extensão total de 15 hectares. Da mesma forma, os pontos de carregamento para telemóveis distribuídos pelo recinto e pelo campismo serão este ano aumentados em mais de 30 por cento.

O que decerto dará uma ajuda na hora de ir às compras, uma vez que, devido a uma parceria com a cadeia de hipermercado Continente, deixa de ser necessário andar carregado com mantimentos. Basta encomendar as compras pela internet, através do Continente Online, e recolhê-las à entrada do campismo, num serviço que irá funcionar durante todos os dias do festival. Outra parceria destacada foi a estabelecida com a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares, com o objetivo de "mobilizar o público para o não desperdício". Haverá assim no recinto um espaço onde todos podem entregar os excedentes alimentares, secos e enlatados, que serão depois entregues a instituições locais de solidariedade social.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG