MUDE vai fechar. Mas a programação continua

O concurso público para a requalificação do edifício da Rua Augusta abriu. Enquanto decorrem as obras, o Museu do Design e da Moda mostra-se em outros locais.

"Estando previsto arrancarem obras no edifício, o MUDE continua a sua programação fora dele, em diferentes espaços", confirmou hoje Bárbara Coutinho, diretora do Museu do Design e da Moda.

O início do projeto de requalificação do edifício, antiga sede do Banco Nacional Ultramarino (BNU), na Rua Augusta, obriga ao seu encerramento.

O projeto, aprovado há mais de um ano em reunião de câmara por António Costa, prevê a utilização total deste prédio que ocupa um quarteirão na Baixa Lisboeta. O futuro museu terá mais espaço para a sua coleção permanente, exposições temporárias e trará para o MUDE as reservas, hoje fora do olhar público.

Amanhã é inaugurada no MUDE a exposição "Museu Infinito", uma revisitação do trabalho de Joaquim de Vasconcelos na criação do Museu Industrial e Comercial do Porto, no final do século XIX, mas as próximas já terão lugar em novos locais. A diretora escusou-se a anunciar já quais.

Concluído o processo, que inclui "visitas técnicas e a fase de erros e omissões, a meados do ano, prevê Bárbara Coutinho, as obras podem começar.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG