Mark Ruffalo com duplo português na sequela de "Mestres da Ilusão"

Carlos Canhita, de 44 anos, foi escolhido em plena rua, sem 'castings'.

Um português vai vestir a pele do ator Mark Ruffalo numa cena gravada em Macau da sequela de "Mestres da Ilusão", com estreia prevista para meados de 2016.

Carlos Canhita, de 44 anos, vai ser duplo do ator Mark Ruffalo, depois de escolhido por um membro da produção em plena rua, sem 'castings', mesmo quando a sua única experiência em palco remonta às peças de teatro da escola primária.

O "acaso" de ser duplo deu-se quando foi abordado por um desconhecido no final de um espetáculo ao ar livre a que assistia, com a mulher e a filha, nas vésperas das gravações do filme.

"Ele virou-se para mim, com um ar muito atrapalhado, e disse: 'Peço desculpa, sei que isto lhe vai parecer estranho. Sou assistente de realização do filme 'Now You See Me 2' e acho que você tem a estrutura, a altura e o tipo de fisionomia do Mark Ruffalo. Temos uma cena específica com ele nas gravações em Macau, mas o ator não vem e gostaríamos de convidá-lo para duplo'. Pensei logo que era uma partida de alguém", diz o português à agência Lusa.

Tiradas as devidas medidas e fotografias, o designer regressou a casa, com o insólito episódio na cabeça, até que 15 dias depois é convocado, por telefone, a comparecer no 'quartel-general' da produção. "Continuei a pensar que era uma enorme partida e fui a medo", diz Carlos Canhita, realçando que só no local percebeu que "era a sério", ao ver "o caos organizado que é uma estrutura de Hollywood", com a agitação de "camiões a descarregar material cinematográfico" e enormes guarda-roupas.

Viu-se na pele de Mark Ruffalo, que interpreta o agente do FBI Dylan Rhodes no filme, pela primeira vez no dia 10, quando o maquilharam, lhe encaracolaram o cabelo e lhe fizeram provar fatos, numa caraterização que demorou cerca de três horas.

Ao espelho, não vê parecenças: "Não sou parecido, tenho a perfeita consciência disso, mas também sei que pela fisionomia e o tipo de plano que fazem é perfeitamente viável".

Carlos Canhita tem, porém, semelhanças com o ator que incarnou por um dia: Praticamente a mesma idade, peso, altura. Também calça o mesmo número, havendo apenas uma ligeira diferença no comprimento dos braços, explica o designer.

Depois dos testes, foi lhe dada uma única indicação: deixar crescer a barba. E, oito dias depois, na semana passada deu-se o grande dia: o das filmagens.

"Costuma dizer-se que todos têm os seus 15 minutos de fama, eu tive os meus 15 segundos", brinca o duplo que contracenou, por sua vez, com o duplo de Morgan Freeman, dado que o ator também não foi gravar a Macau.

"A minha única curiosidade agora é realmente de saber se vou entrar nos créditos do filme porque normalmente o duplo é citado mesmo no fim do genérico. Por mim, chega", afirma Carlos Canhita, que foi pago, mas que "faria o trabalho de graça só pela experiência".

"Foi muito giro ver como funciona um filme de Hollywood. Se tivemos cerca de oito horas de intensa ação e de caraterização em apenas uma cena, um filme deve ser uma coisa demoníaca de gravar", considera.

A cena só a soube minutos antes. Consistiu em entrar num táxi, numa rua de antiguidades, em que se cruzam figurantes e motociclos. Carlos Canhita vai à frente e o duplo de Morgan Freeman no banco de trás. Saem os dois do carro, "ligeiramente sincronizados", e seguem rumo a um vão de escada, a suposta entrada de uma loja de magia, cujo interior foi gravado em Londres, explica.

Entre o "ação" e o "corta", o designer teve oportunidade de ter "aulas" de representação com o realizador, Jon M. Chu, a pretexto da forma de andar de Mark Ruffallo, já que a cena não tem falas.

As gravações da sequela de "Now You See Me" (no título original) -- que conta a história de um agente do FBI e um detetive da Interpol em perseguição de um grupo de ilusionistas que assalta bancos durante os espetáculos --, decorreram durante aproximadamente uma semana em Macau.

O filme, rodado em Macau e no Reino Unido, cujo elenco inclui, além de Mark Ruffalo, atores como Daniel Radcliffe, Woody Harrelson, Dave Franco, Lizzy Caplan, Morgan Freeman e Michael Caine, tem estreia prevista para junho de 2016.

"Vamos ficar ansiosamente à espera", diz Carlos Canhita.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG