Joia de D. Amélia ficou sem compradores

A pregadeira de esmeraldas e diamantes cuja estimativa de venda estava no milhão de euros, mas ficou sem compradores.

Era uma das peças mais caras no leilão de joias que ontem decorreu em Hong Kong e as expectativas da Sotheby"s eram altas. Estimava-se que poderia ser vendida por valores entre 1 e 1,3 milhões de euros. No entanto, a pregadeira de esmeraldas e diamantes que pertenceu à rainha D. Amélia ficou sem compradores.

A joia, fora dos planos do Estado português, foi uma oferta do padrinho de D. Amélia de Orleães, o duque de Aumale, um dos homens mais ricos de França. Foi-lhe oferecido por ocasião do seu casamento com o então príncipe herdeiro do trono português, D. Carlos, que três anos depois se viria a tornar rei. A pregadeira pertencia à rainha e pertencia a uma princesa da Casa Real da Jugoslávia em 1981 quando foi comprada por Gabriele Murdock, uma milionária norte-americana.

O leilão aconteceu ontem, às 14.00 locais (07.00 em Portugal Continental) e com um total de vendas de cerca de 65 milhões de euros. Destes 28 milhões de euros são da outra peça em destaque nesta venda: um anel de diamante de um azul raro da companhia holandesa DeBeers.

(notícia corrigida às 17.15. Valores totais são em milhões)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG