Salvador Sobral e Caetano Veloso cantam "Amar pelos Dois"

O português, que fez história ao trazer o prémio da Eurovisão pela primeira vez para Portugal, vai voltar a interpretar o tema vencedor na final do Festival, este sábado. Vai ter a companhia em palco de Caetano Veloso

O nome foi anunciado, as luzes baixaram e Salvador Sobral surgiu em palco durante o ensaio geral da final da Eurovisão, esta sexta-feira à noite, na Altice Arena, em Lisboa.

Primeiro para cantar a sua nova canção "Mano a Mano", acompanhado ao piano por Júlio Resende, depois para fazer um dueto com Caetano Veloso.

"Um grande músico e, posso dizê-lo agora, um amigo", solta Salvador Sobral.

Os dois vão cantar o tema "Amar pelos Dois", a canção que venceu a Eurovisão em 2017, em Kiev, e que para esta apresentação recebeu um novo arranjo e também novos versos.

Este é um dos momentos que se vai poder ver e ouvir amanhã na final da Eurovisão, depois dos 26 países terem mostrado as suas canções e enquanto decorrerem as votações.

As artistas portuguesas Ana Moura e Mariza abrem o espetáculo, os Beatbombers tocam na flag parade e Branko convida Sara Tavares, Dino d'Santiago, Plutónio e Mayra Andrade.

A RTP1 começa a transmissão da Eurovisão às 20.00.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.