Morreu o cinéfilo francês Jean-Loup Passek

Divulgador e investigador francês com especial ligação a Portugal, Jean-Loup Passek morreu aos 80 anos. O Museu de Cinema de Melgaço junta a sua coleção

O nome de Jean-Loup Passek está ligado a alguns capítulos fundamentais da história do cinema na França das últimas décadas: coordenou o monumental Dicionário Larousse de Cinema (sete edições, entre 1985 e 2014), dirigiu o Festival Internacional de La Rochelle (de 1973 a 2001), foi conselheiro de cinema do Centro Pompidou (de 1978 a 2011).

Foi um incansável divulgador e promotor cultural, com especial significado em relação a Portugal e ao cinema português. De tal modo que foi entre nós que decidiu depositar a sua coleção pessoal (máquinas primitivas, fotos, cartazes, etc.), para cuja salvaguarda foi criado o Museu de Cinema de Melgaço.

O Museu do Cinema de Melgaço

Em setembro último foi homenageado na Cinemateca Portuguesa, através de uma exposição de cartazes e de um ciclo de cinema com alguns dos seus favoritos. Recebeu também a Medalha de Mérito Cultural "em reconhecimento do inestimável trabalho de uma vida dedicada à divulgação do cinema e, em particular, à divulgação internacional do cinema português", referiu o Ministério da Cultura na ocasião. O cinéfilo francês não esteve presente no ciclo, devido a problemas de saúde.

Segundo o Público, Jean-Loup Passek morreu na madrugada de sábado. Tinha 80 anos.

Ler mais

Exclusivos