Morreu a atriz Guida Maria

Guida Maria tinha 67 anos. Velório realiza-se a partir das 19:00 na Basílica da Estrela, em Lisboa

A atriz Guida Maria morreu esta terça-feira aos 67 anos vítima de cancro, revelou à Lusa o encenador António Pires. "A atriz faleceu hoje de manhã, tranquilamente durante o sono, após ter sido vítima de doença prolongada", referiu o encenador.

Nascida em Lisboa, a 23 de janeiro de 1950, filha do ator Luís Cerqueira, Guida Maria fez cinema, ficção em televisão, mas sobretudo teatro, tendo participado em cerca de 40 peças, entre as quais A mãe, Auto da geração humana, A casa de Bernarda Alba e, possivelmente, uma das mais conhecidas da carreira, Os Monólogos da Vagina, que estreou em 2000 e à qual voltou nove anos depois.

Estreou-se no teatro muito cedo, aos sete anos, na peça Fogo de Vista, no Teatro da Trindade. Aos dez anos entrou em "A sapateira prodigiosa", da Companhia Rey Colaço-Robles Monteiro, ao lado de Eunice Muñoz.

Aos 12 anos, e depois de já ter entrado em várias peças e filmes, conseguiu o reconhecimento da crítica ao desempenhar o papel de uma criança cega, surda e muda numa peça encenada por Luís de Sttau Monteiro, O Milagre de Anne Sullivan.

Ainda antes do 25 de Abril de 1974, a atriz entrou em A Promessa, uma adaptação de António de Macedo de uma peça de Bernardo Santareno, na qual protagonizou o primeiro nu integral do cinema português. O filme foi exibido em vários festivais, nomeadamente em Cannes.

Fez formação na Escola de Teatro do Conservatório Nacional. Já depois dos 30 anos, foi para Nova Iorque e estudou na American Academy of Dramatic Arts. É convidada por Francisco Ribeiro (Ribeirinho), em 1978, a integrar o elenco base do Teatro Nacional D. Maria, onde se manteve até 1998.

Além de Os Monólogos da Vagina, Guida Maria ficou conhecida por outros monólogos como Shirley Valentine (1996), Andy & Melissa (2001), Zelda (2004), Stôra Margarida (2006) e Sexo? Sim, mas com orgasmo (2010).

O último papel que representou foi na telenovela da TVI A Última Mulher, em 2016. Mas na televisão teve papéis marcantes como na série "Cobardias" e "A Grande Mentira", a primeira ficção portuguesa sobre os problemas da droga.

A atriz teve dois filhos, Pedro Daniel e a também atriz Julie Sergeant. O primeiro filho filho nasceu quando tinha apenas 17 anos, tendo sido mãe solteira, como conta na sua biografia "Guida Maria - Uma Vida".

O velório realiza-se hoje, a partir da 19:00, na Basílica da Estrela, em Lisboa, e o funeral tem lugar na quarta-feira, às 15:00, para o Cemitério dos Prazeres, também na capital.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.