Hoje é dia de celebrar a língua portuguesa

Do Brasil a Nova Iorque, estes são alguns dos eventos.

O dia 5 de maio foi instituído como o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP em julho de 2009, durante a XIV Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da CPLP, que teve lugar na cidade da Praia. O objetivo é mostrar a importância da língua portuguesa como um "património cultural comum" e a diversidade linguística e cultural dos Estados-membros da comunidade. Em vários países, a semana tem sido marcada por eventos de celebração da língua portuguesa.

Programa para hoje:

Nova Iorque

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, presidente às celebrações do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP com várias "manifestações culturais, literárias, musicais", nos jardins das Nações Unidas, que resultam da "colaboração entre todas as missões permanentes de países de língua portuguesa junto da ONU".

Marcarão presença secretária-executiva da CPLP, Maria do Carmo Silveira, a secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperção, Teresa Ribeiro, e o humorista e escritor Ricardo Araújo Pereira, que partilhará uma mesa redonda com o também escritor Onésimo Teotónio Almeida. Além das intervenções institucionais, haverá ainda espaço, durante a iniciativa que decorre durante todo o dia, para intervenções institucionais e para a evocação dos 20 anos da atribuição do Prémio Nobel da Literatura ao escritor português José Saramago.

Timor

A semana da língua encerra com evento de contos no Centro Cultural, um programa de cinema na Fundação Oriente (com o filme Palavra (En)Cantada, uma viagem musical pela língua portuguesa) e a atuação do grupo Banda Mix Brasil.

O programa inclui ainda a exibição, a partir de 12 de maio, da segunda edição dos DOCTV-CPLP, uma série de documentários produzidos nos países-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Brasil

O programa Experimenta Portugal tem hoje, em São Paulo, um encontro para debater as relações entre a autora brasileira Hilda Hilst e Portugal. Mais tarde, o Cine Lusco Fusco especial do Dia da Língua Portuguesa exibe o filme Correspondências, da realizadora Rita Azevedo Gomes, sobre as correspondências trocadas pelos autores Sophia de Mello Breyner e Jorge de Sena, quando Jorge de Sena vivia em exílio. À noite, será o concerto de Gilberto Gil com a fadista portuguesa Carminho, na Sala São Paulo.

O programa continua até 30 de junho e inclui ainda, entre outros eventos, um concerto do português Miguel Araújo com o brasileiro Marcelo Jeneci.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.