Dois concertos em Portugal, em 1990 e em 1995

Já passaram 20 anos desde que o músico atuou pela última vez no nosso país... e com pouca adesão do público.

Foram 49 anos de carreira, 69 de vida, 25 álbuns, mas apenas duas passagens por Portugal. David Bowie, que morreu ontem vítima de cancro, atuou no Estádio Alvalade em 1990 e no Festival Super Bock Super Rock em 1995.

Luís Montez, que trouxe o músico a Portugal para esse festival, no verão de 1995, ainda em Alcântara, lembrou hoje à Lusa que o concerto teve pouca adesão do público.

"Fiquei com a ideia de que perdi como promotor. O dia do David Bowie não teve muita adesão do público. A imprensa e os críticos gostam muito dele, mas depois não teve muita correspondência no público. Não é que seja para uma elite, mas não é para as grandes massas", referiu o diretor da empresa Música no Coração.

"Era uma artista dos pés à cabeça, no sentido de que era uma estrela. Tinha uma série de gente sempre à volta, era uma megaestrela", recordou Montez, para quem David Bowie "era um artista muito à frente, que apontava sempre os caminhos e era uma referência para todos os músicos.

Terá sido nessa altura que Bowie passou férias em Sintra.

Cinco anos antes, a 14 de setembro de 1990, David Bowie deu um concerto no Estádio de Alvalade. Dessa vez estiveram lá a aplaudir o músico 20 mil pessoas e o concerto foi emitido pela RTP, havendo atualmente vários vídeos partilhados no Youtube.

Diz o Diário de Notícias da época, num texto assinado por Miguel Gaspar, que foi um "concerto sóbrio e nostálgico" que arrancou 20 minutos mais cedo que a hora marcada.

"Ground Control to Major Tom" foram as primeiras palavras a soar no estádio num espetáculo que mereceu várias comparações com o dos Rolling Stones, uns meses antes.

Para 2004 esteve previsto outro concerto de David Bowie, dessa vez no Porto, no chamado Festival do Dragão, mas a presença foi cancelada devido a uma lesão. Na época, as notícias davam conta de que uma dor num ombro, após uma lesão sofrida dias antes num concerto, levara-o a cancelar os concertos agendados daí em diante.

Ler mais

Exclusivos