Doação ao Museu de Arte Antiga "é grande acontecimento"

O galerista Philippe Mendes fez uma doação ao museu da Coroação da Virgem, de Barros Laborão, e irá oferecer também um quadro de Alexandre Raulin ao Museu da Cidade, em Lisboa

O diretor do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), António Filipe Pimentel, considerou "um grande acontecimento" a doação de uma escultura do século XVIII, do mestre Barros Laborão, à instituição, em Lisboa.

Contactado pela agência Lusa, o diretor do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) disse que a doação do galerista Philippe Mendes, da escultura Coroação da Virgem, de Barros Laborão, "permite ao museu entrar na posse de uma obra que muito ambicionava".

A doação decorre no âmbito das iniciativas da associação Luso Património, criada pelo galerista, destinada à proteção, valorização e exposição da arte portuguesa em França e na Europa.

A peça criada por Joaquim José de Barros Laborão, autor, entre outras, das estátuas do vestíbulo do Palácio da Ajuda, será doada ao MNAA, segundo Philippe Mendes, depois de ser exibida na Feira de Arte e Antiguidades, que é inaugurada na sexta-feira e decorrerá até 15 de maio, na Cordoaria Nacional, em Lisboa.

De acordo com António Filipe Pimentel, a Coroação da Virgem "irá ser exposta quando da reabertura, que se antevê próxima, da Capela das Albertas", encerrada há uma década, e que constitui o próximo grande projeto da instituição, segundo o responsável.

O diretor do MNAA aplaudiu a iniciativa do colecionador, que possui uma galeria de arte antiga em Paris, e sublinhou a mobilização ativa de mecenas, "pelo papel que representa no reforço da 'marca Portugal', que tanto importa à afirmação dos portugueses no mundo".

Philippe Mendes, galerista de origem portuguesa radicado em Paris, que ficou conhecido em Portugal por ter doado uma pintura de Josefa de Óbidos ao Museu do Louvre, revelou na quinta-feira à Lusa que também vai oferecer ao Museu da Cidade um quadro de Alexandre Raulin, de 1847, que representa uma visão do interior do claustro do Mosteiro dos Jerónimos.

Ler mais

Exclusivos