Asia Argento: "Fui violada aqui por Harvey Weinstein"e há outros na audiência

"Este festival era o seu território de caça", condenou Argento, estendendo a acusação a outros

A atriz italiana Asia Argento, uma das mulheres que acusou o produtor Harvey Weinstein de violação, disse este sábado à plateia do Festival de Cannes que há outros na audiência que ainda não foram denunciados.

Ao apresentar o prémio de interpretação feminina (atribuído a Samal Yeslyamova, por Ayka), Argento lembrou que tinha 21 anos quando foi violada por Weinstein em Cannes: "Fui violada aqui por Harvey Weinstein."

"Este festival era o seu território de caça", condenou Argento, estendendo a acusação a outros, dedo apontado para a assistência: "Ainda hoje, sentados entre vós, estão aqueles que ainda têm de s erresponsabilizados pela sua conduta contra as mulheres. Vocês sabem que são, mas mais importante, nós sabemos quem são, e não vamos permitir que vivam na impunidade."

A atriz prometeu ainda que Weinstein nunca vai regressar a Cannes e desejou que seja para sempre um pária na comunidade cinematográfica que tanto o apoiou e até "ajudou a esconder os seus crimes".

Os organizadores do festival montaram este ano um linha telefónica de apoio para vítimas de assédio e vários grupos de debate para discutir estes temas e também a sub-representação das mulheres na indústria.

Com Reuters

Exclusivos