Harvey Weinstein expulso da Academia de Televisão

Produtor foi acusado de assédio sexual por inúmeras mulheres

A Academia de Televisão dos Estados Unidos expulsou na segunda-feira Harvey Weinstein, em resposta às dezenas de acusações de abuso e assédio sexual que vieram a público nas últimas semanas contra o produtor.

Num comunicado de imprensa, a academia condenou os exemplos generalizados de "comportamento horrível" do produtor, e manifestou o seu apoio a todos os que estão a "erguer a voz contra o assédio em todas as suas formas".

A Academia de Televisão, que todos os anos entrega os prémios Emmy, também disse estar "determinada" a proteger todos os profissionais do pequeno ecrã contra este tipo de conduta.

A decisão da Academia de Televisão junta-se a outra da Academia de Hollywood, organizadora dos Oscares, que expulsou o produtor em meados de outubro.

O sindicato de produtores de Hollywood (PGA, na sigla em inglês) também iniciou o processo para expulsar Weinstein, mas o produtor decidiu não esperar a decisão final e saiu da instituição.

O escândalo em torno de Weinstein incentivou várias vítimas do mundo do espetáculo a denunciarem diferentes casos de abuso e assédio sexual. Entre os acusados estão atores como Kevin Spacey e Dustin Hoffman, o ex-presidente da Amazon Studios Roy Price, e os cineastas Brett Ratner e James Toback.

Exclusivos

Premium

Entrevista a Victor Ângelo

"Há uma competição muito grande entre os EUA e a China e vai agravar-se"

Victor Ângelo foi o mais alto funcionário português nas Nações Unidas, chegando ao nível de secretário-geral adjunto. Representou a organização em vários países de África e preocupa-o o futuro de um continente em que os jovens querem emigrar. Analisa o risco da crescente competição entre as grandes potências.

Premium

Crónica de Televisão

Os índices dos níveis da cadência da normalidade

À medida que o primeiro dia da crise energética se aproximava, várias dúvidas assaltavam o espírito de todos os portugueses. Os canais de notícias continuariam a ter meios para fazer directos em estações de serviço semidesertas? Os circuitos de distribuição de vox pop seriam afectados? A língua portuguesa resistiria ao ataque concertado de dezenas de repórteres exaustos - a misturar metáforas, mutilar lugares-comuns ou a começar cada frase com a palavra "efectivamente"?