Herdeiros proíbem romance de Humberto Delgado

A editora Guerra e Paz Editores adiou a publicação do romance inédito do general Humberto Delgado, Elsa, devido a uma providência cautelar da família.

O romance inédito do mais feroz opositor de Salazar, Humberto Delgado, tinha sido anunciado no fim do ano como uma das novidades literárias de 2017. Já não acontecerá na data prevista, aquando dos 52 anos sobre o assassinato do 'General Sem Medo', porque um dos herdeiros colocou uma providência cautelar para evitar a publicação da obra.

No entanto, segundo refere a editora Guerra e Paz em comunicado, o Tribunal da Propriedade Intelectual considerou improcedente no passado dia 30, confirmando a autoria. Acrescenta que apesar de estar "em condições de publicar esse surpreendente romance do homem que desafiou Salazar", como não pretende envolver-se numa polémica que ensombre o lançamento, adia a publicação.

Considerando Elsa uma obra de "extraordinário valor e impacto social cultural e político", que nunca deverá ser envolta em diferendos, a Guerra e Paz anuncia que vai desenvolver "todos os esforços para chegar a acordo com as diferentes partes envolvidas".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG