Harvey Weinstein expulso da Academia de Hollywood

Decisão tomada após reunião de emergência na sequência do escândalo de assédio sexual em que está envolvido o produtor

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, o organismo que reúne os profissionais da meca do cinema americano, decidiu este sábado expulsar o produtor Harvey Weinstein, no que é uma decisão sem precedentes em 90 anos.

Weinstein, acusado por dezenas de mulheres de assédio sexual e de violação, torna-se assim um pária de Hollywood, escreve o The New York Times.

O conselho de governadores da Academia, composto por 54 membros, votou pela expulsão "numa maioria bem superior aos dois terços necessários", segundo comunicado.

"Não nos limitamos a separarmo-nos de alguém que não merece o respeito dos colegas, mas também enviamos a mensagem de que terminou na nossa indústria a era de ignorância intencional e cumplicidade vergonhosa nos comportamentos sexuais predatórios e assédio nos locais de trabalho", acrescenta o documento, citado pelo NYT.

Weinstein já tinha sido despedido da sua própria empresa, os estúdios que têm o seu nome, após serem conhecidas as acusações.

O produtor nega todos os casos de violação, mas reconheceu que os seus comportamentos com mulheres causaram "muito sofrimento".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG