Guerra das Estrelas: A saga milionária aquece aos quadradinhos

Luke Skywalker, a princesa Leia e Han Solo, em carne e osso, regressam em dezembro. A Marvel aposta nos heróis de papel

Quem quiser testemunhar, de forma ocular, os resultados práticos dos intensos treinos físicos e as rigorosas dietas a que se submeteram os atores Carrie Fisher, 57 anos, e Mark Hammill, 63, deve munir-se das porções de paciência indispensáveis para a espera que se prolonga até dezembro (dia 17, em Portugal). Só a presença das luzes natalícias e a multiplicação sazonal dos apelos ao consumo abrirá portas ao regresso a tempo inteiro da princesa Leia e de Luke Skywalker, os irmãos que pontificam na família real de Star Wars, adultos "desaparecidos" do grande ecrã há mais de três décadas.

Por essa altura, veremos estrear-se o sétimo capítulo de uma saga que nunca desprezou a hipótese de saltar no tempo, para trás e para diante, com prequelas e, agora, uma sequela à trilogia original. Desta vez, a história de The Force Awakens (qualquer coisa como A Força Desperta) está calendarizada para trinta anos depois de O Regresso de Jedi, sexto capítulo, 54 anos depois de A Vingança dos Sith, o terceiro, e 68 após A Ameaça Fantasma, o primeiro.

Leia mais pormenores na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG