Festival de luxo era, afinal, um acampamento. "Desastre completo"

Organização do evento pede desculpa e promete devolver dinheiro. Cada bilhete custava cerca de 11 mil euros

Tudo levava a crer que seria um verdadeiro luxo, mas foi um "desastre completo", usando as palavras de alguém que se sentiu enganado pelo Fyre Festival. Este evento, que iria decorrer numa ilha privada nas Bahamas, foi cancelado quando já havia clientes no recinto, estupefactos com a dura constatação de que as condições existentes eram bem diferentes daquelas que haviam sido propagandeadas.

Os bilhetes custavam cerca de 11 mil euros (incluindo a passagem aérea a partir de Miami)e, supostamente incluíam a oportunidade de privar com modelos e estrelas como Kendall Jenner ou Bella Hadid, catering de qualidade e acomodações de luxo. À chegada, os festivaleiros depararam-se com tendas e sandes. Água e eletricidade eram inexistentes. E, abandonar o espaço, não era propriamente opção, com muitos a queixarem-se do facto de terem sido impedidos de sair.

Até os Blink-182, que iriam atuar no evento, se queixaram daquilo que encontraram, tendo decidido cancelar o espetáculo por falta de condições.

A organização garante que não houve nenhum esquema fraudulento por trás do fiasco, que se tratou disso mesmo, de algo que correu muito mal. E promete devolver o dinheiro a todos, além de garantir bilhetes para a edição que esperam organizar em 2018.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG