Eleni Foureira: a cantora com três pátrias

A cantora que vem representar o Chipre descolou nas preferências depois do primeiro ensaio, feito na terça-feira no Altice Arena

Eleni Foureira nasceu na Albânia, em Fier, mas mudou-se com os pais para a Grécia, quando tinha 7 anos. Atualmente tem uma carreira no Chipre e vai-se dividindo entre as suas três "pátrias". A sua música, "Fuego", descolou e chegou ao sétimo lugar, depois de ter surpreendido com a sua interpretação no primeiro ensaio, que aconteceu na terça-feira.

Apesar de ligeiramente "surpreendida" com as reações depois da sua atuação, Eleni Foureira admite que estava também a contar com esse entusiasmo. "Tens uma canção, mas precisas de trazer a imagem, como a cantas, ao vivo, no palco." E foi isso que a cantora, nascida em 1987, fez. Agora, acredita que só pode melhorar: "Se gostaram da primeira vez, vão gostar da segunda também. Vai ainda ser melhor e na terceira vez vai ser ainda melhor e vão gostar ainda mais. Quando a primeira vez é bom, a próxima é melhor."

A intérprete de "Fuego" conta ainda com o apoio de três países. "O Chipre é como se fosse a minha terra natal. Não é diferente da Grécia ou da Albânia. A música liga as pessoas e os países e sou uma pessoa que tem três pátrias, para mim é natural", garante ao DN. Ficará, no entanto, satisfeita se todas as suas pátrias votarem em si.

Pela segunda vez em Lisboa, Eleni Foureira destaca "a simpatia" das pessoas, que compara à "do Chipre e da Grécia".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG