Dois jovens bailarinos portugueses selecionados para o Prix de Lausanne

Diogo de Oliveira e Frederico Loureiro, da Escola Domus Dança, no Porto, são únicos portugueses selecionados

Dois bailarinos portugueses, de uma escola do Porto, foram selecionados para competir na 45.ª edição do Prix de Lausanne, na Suíça, que decorrerá entre janeiro e fevereiro.

Diogo de Oliveira e Frederico Loureiro, da Escola Domus Dança, no Porto, são únicos portugueses selecionados para competir no Prix de Lausanne, criado em 1973 e que é gerido pela Fondation en Faveur de l'Art Chorégraphique.

De acordo com informação disponibilizada na página da Internet desta competição internacional de dança, no total foram selecionados 74 jovens bailarinos finalistas, representando 17 nacionalidades, após uma avaliação de 338 candidaturas (244 raparigas e 94 rapazes), de 36 países diferentes.

Destes 74 jovens bailarinos (35 raparigas e 39 rapazes), dois, ambos brasileiros, foram escolhidos no âmbito de uma pré-seleção que decorreu em outubro em La Plata, Argentina.

Este concurso internacional é aberto a jovens bailarinos dos 15 aos 18 anos e tornou-se conhecido por ser um dos mais exigentes concursos de dança a nível mundial, para estudantes em fase final de formação.

Esta edição do Prix de Lausanne decorrerá de 29 de janeiro a 05 de fevereiro.

Diogo de Oliveira e Frederico Loureiro, de 18 e 16 anos, respetivamente, têm conquistado prémios nas competições em que se apresentam.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.