Dia dos Museus celebrado com entradas gratuitas e programas culturais

Quarta-feira, dia 18, há programação especial em todo o país

O Dia Internacional dos Museus, dedicado este ano à relação destes espaços com a paisagem cultural, celebra-se na quarta-feira com entrada livre em museus, palácios e monumentos, e uma programação de visitas, ateliês e encenações históricas.

Instituído pelo ICOM - Conselho Internacional de Museus, o Dia Internacional dos Museus tem este ano como tema "Museus e paisagens culturais", visando promover a ideia de museu enquanto centro territorial de uma proteção ativa da paisagem cultural.

Enquanto no dia 18 de maio, quarta-feira, os museus, palácios e monumentos da tutela da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) têm entrada livre, na Noite dos Museus, a 21 de maio, estarão abertos gratuitamente a partir das 17:30.

Cerca de 44 concelhos do país aderem às celebrações, nos seus 79 museus, monumentos e palácios, participando com dezenas de atividades como visitas guiadas, exposições, ateliês, teatro, palestras, concertos e lançamentos de livros, entre outras.

Em Lisboa, o Museu Nacional dos Coches promove, entre as 10:00 e as 17:30, o "Passeio Real por Belém", que faz um percurso pela zona histórica de Belém em charrete, com partida do novo edifício.

Também na capital, mas no dia 21 de maio, Noite dos Museus, às 18:00, o Museu da Água realiza "Os fantasmas do Loreto", uma visita comentada na galeria subterrânea do Loreto, com animação histórica que irá percorrer 1,2 quilómetros, entre o reservatório da Mãe d'Água, das Amoreiras, e o Reservatório da Patriarcal, no jardim do Príncipe Real.

Nas Caldas da Rainha, a 18 de maio, às 11:00, o Museu de José Malhoa faz uma visita à descoberta das obras e dos artistas representados na exposição de escultura ao ar livre, contando todas as histórias por detrás das peças, e o seu contributo na paisagem envolvente.

Na localidade de Barcarena, concelho de Oeiras, o Museu da Pólvora Negra organiza, a 21 de maio, às 15:00, o programa "A Fada do Fogo e os Piratas", para o público infantil, com a criação de um fantoche.

Também nesse dia, em Guimarães, o Museu de Alberto Sampaio inicia, às 22:00, uma visita às suas coleções, que incluem 12 tesouros nacionais.

O Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior, na Covilhã, vai dar acesso livre, durante todo o dia de 18 de maio, aos dois núcleos museológicos: a tinturaria setecentista e pombalina da Real Fábrica de Panos, no período pré-industrial e manufatureiro, e a evolução da manufatura/maquinofatura para a mecanização dos lanifícios, na Real Fábrica Veiga.

Na Noite dos Museus, o Museu Municipal de Faro apresenta, a partir das 21:30, uma encenação intitulada "O saco do homem do saque", a propósito dos 420 anos sobre os ataques das tropas inglesas à cidade.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.