Ana Pinho Macedo Silva, "prata da casa", é a nova presidente de Serralves

A economista, que sucede a partir de janeiro a Luís Braga da Cruz, integra o Conselho de Administração há mais de quatro anos

"Sei do que ela é capaz", disse Rui Moreira, presidente da câmara municipal do Porto (CMP) acerca de Ana Pinho Macedo Silva, a nova presidente do Conselho de Administração da Fundação de Serralves para o triénio 2016-2018. A decisão foi anunciada esta quarta-feira, dia em que decorreu a reunião anual do conselho dos fundadores, que a CMP, representada pelo seu presidente, integra.

A economista de 48 anos entrará em funções a partir de janeiro, sucedendo assim ao engenheiro Luís Braga da Cruz, que há seis anos dirige aquela instituição do Porto. Ana Pinho Macedo Silva, que faz parte do Conselho de Administração de Serralves desde 2010 e da Comissão Executiva desde 2013, será a segunda mulher a dirigir aquela instituição, após a ex-secretária de estado da Cultura Teresa Patrício Gouveia, que o fez de 2001 a 2003.

Da economia ao mundo da arte

Licenciada em Economia pela Universidade do Porto, o seu currículo conta ainda um MBA pela Cass Business School, a par de um Corporate Finance Executive Programme pela London Business School. De acordo com o comunicado divulgado pela instituição, a nova presidente "teve ligações à Sociedade Nacional de Belas Artes, à Christie"s Education e ao Sotheby"s Institute", pertencentes às duas leiloeiras.

"Trabalhei anos a fio [com Ana Pinho] no Palácio da Bolsa", acrescentou ainda Rui Moreira, referindo-se à colaboração dos dois na Associação Comercial do Porto. Tendo ainda desempenhado funções de CEO da UBS Portugal e na comissão executiva da UBS España, atualmente a nova presidente da fundação é também administradora da Oporto British School.

Os lugares do novo Conselho de Administração ainda não estavam, no final do dia de ontem, todos atribuídos, segundo o DN apurou. Quanto aos restantes órgãos sociais da fundação, sabe-se que Luís Braga da Cruz sai do Conselho de Administração e da Comissão Executiva da Fundação de Serralves, passando então a assumir a presidência do Conselho de Fundadores, substituindo assim António Gomes de Pinho, ele próprio antecessor de Braga da Cruz. Adalberto Neiva de Oliveira deixa de ser vice-presidente do Conselho de Administração da Fundação de Serralves e assume a presidência do Conselho Fiscal da instituição.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG