"A Tartaruga Vermelha" é o filme vencedor do IndieJúnior Allianz

Primeira edição do festival de cinema infantil e juvenil do Porto termina hoje.

A Tartaruga Vermelha/La tortue rouge, de Michaël Dudok de Wit, é o filme vencedor do Grande Prémio de Longa Metragem do festivalIndieJúnior Allianaz, o primeiro festival internacional de cinema infantil e juvenil do Porto, que termina hoje depois de uma semana de intensa programação.

O júri sublinhou as "suas excecionais imagens, animações e ambiente poético" Trata-se de "um filme sem falas que fala muito alto e permanecerá na nossa memória". O filme francês acompanha um náufrago numa ilha deserta, que luta para construir uma jangada, mas cada tentativa de partir é sabotada por uma enorme tartaruga marinha que parece querer que ele fique. Furioso, o homem tenta matar a criatura que impede a sua fuga. Esta acaba por ser uma história sobre a amizade e sobre o modo como devemos aceitar que a natureza siga o seu curso. A Tartaruga Vermelha esteve em competição na secção Un Certain Regard, no Festival de Cannes do ano passado, onde recebeu o prémio especial do júri.

Além do Grande Prémio, A Tartaruga Vermelha ganhou ainda Prémio Doctor Gummy para Melhor Filme, uma escolha do júri juvenil.

Nas curtas-metragens, o vencedor foi Tudo Sobre a Nossa Mãe/Pro Mamu, de Dina Velikovskaya (Rússia), "pelo uso imaginativo das possibilidades únicas de animação, pelas imagens metafóricas com dupla função e devido às muito interessantes soluções para contar histórias, resultando num brilhante e tocante tributo à maternidade", explicou o júri, constituído pelos realizadores Abi Feijó e Robert-Jan Lacombe e a ilustradora Marta Madureira.

O júri atribuiu ainda uma Menção Especial ao filme Rapaz no Oceano/The Boy in the Ocean (Dinamarca) porque é um "filme que é um reflexo de toda a programação do festival e mostra-nos a chegada da puberdade e como isso cria uma relação com a mudança no corpo, uma relação com os pais e com as outras pessoas".

O prémio do público foi para A Pequena Corajosa/Moroshka, de Polina Minchenok (Rússia).

O festival - que até agora, segundo a organização, teve 4 500 espectadores - encerra esta noite, com os clássicos Conta Comigo (Stand by Me), de Rob Reiner, às 21:00, no Teatro Rivoli e A Sombra do Caçador (The Night of the Hunter), de Charles Laughton, às 21:30, no Cinema Trindade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG