A noite casca grossa do Caparica Surf Fest

Valas, Holly Hood e Regula foram chamados na noite de sexta-feira para levar ao Caparica Primavera Surf Fest os sons do hip-hop nacional para um público muito jovem e rendido aos beats.

"E como uma só não faz mossa/ Manda vir rodadas, a tasca é nossa/ Já não dá mais p'ra viver à rasca, sócio/ Basta, sócia, a pasta é nossa/ Casca grossa". Casca Grossa, de Regula, foi um de muitos hits cantados no palco e pelo público que voltou a encher a tenda do festival. O rapper do Catujal (Loures) terminou a noite em apoteose. Se a popularidade nos dias de hoje se mede em visualizações no Youtube e na quantidades de telemóveis que gravam concertos, Regula está lá. Em duas semanas, o single Wake n Bake ultrapassou 1,7 milhões de visualizações. Com outros MC em palco, que faziam a festa com garrafas de bebidas espirituosas na mão, Don Gula (como também é conhecido) não decepcionou quem só o conhecia virtualmente.

As letras cruas e duras oriundas do subúrbio do subúrbio - em certa medida contrastantes com o público presente, formado em boa parte por grupos escolares de sub-16 - começaram com Holly Hood. Um artista cujo cartão de visita é "Motherfucker, sou da linha da Azambuja" (em Cobras & Ratazanas) e que se apresentou em palco com o coletivo Superbad. Os vídeos de temas como Fácil, Limonada (de 9 Miller, um dos rappers em palco), ou do novo Ignorante (no qual Holly Hood brande armas como se fizesse parte de um gangue americano) acompanharam a atuação.

Em 1994, os Ena Pá 2000 gravaram a paródia Rap Alentejano. Sem ponta de comédia, em 2017 desponta um rapper do Alentejo, João Valido, Valas de nome artístico. A ele coube a tarefa de aquecer as almas e os pulmões do público. Missão cumprida com Dj Sims nos pratos e D. Beat como voz de apoio. Valas apresentou o single lançado há dois dias, Acordar Assim, e recebeu a primeira grande ovação da noite com As coisas.

A edição de 2017 do Caparica Primavera Surf Fest despede-se na noite de sábado com os sons africanos de Celeste/Mariposa, Djodje e Ferro Gaita.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG