Premium Gripe Espanhola: a mãe de todas as epidemias faz 102 anos

Faz 102 anos, e foi uma senhora pandemia, a gripe espanhola foi das maiores de que há memória causadas pelo vírus influenza.

Soldados desnutridos e alquebrados travavam a Primeira Guerra Mundial amontoados em trincheiras, partilhando até o ar que respiravam. A 4 de março de 1918, um deles caiu à cama com o que pareciam ser sintomas de uma gripe forte, longe de supor que em poucas semanas os hospitais se encheriam de milhares de militares e civis apanhados na voragem de uma epidemia letal que, de espanhola, só tem o nome. Em 1919, tão subitamente como surgiu e depois de matar mais do que a guerra, o vírus desapareceu.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG