Exclusivo Porque é que os porcos são mealheiros?

Na olaria de Nuno Batalha, em Mafra, fazem-se pratos para os restaurantes de Jamie Oliver e chifres que vão ser copos em feiras medievais. Mas por encomenda também se fazem porquinhos-mealheiros. Na roda, à mão, como antigamente.

A oficina de Nuno Batalha é um mundo castanho. Nas paredes, no chão, nas portas, nas torneiras, nas prateleiras, nas dobradiças, o castanho-alaranjado do barro entranhou-se em todos os recantos e cobre o avental que ele enfia pela cabeça e ata à cintura antes de se pôr a trabalhar: «Ora então, vamos lá fazer um porquinho-mealheiro» Nuno tem 42 anos e é o atual responsável pela Olaria Norberto Batalha & Filhos, umas das muitas na região de Mafra. O pai, Norberto Batalha, era funcionário de José Franco (o conhecido oleiro da região) quando em 1984 decidiu abrir a sua própria olaria.

Com a oficina ao lado de casa, Nuno cresceu entre os montes de terra avermelhada, brincando com o barro e inevitavelmente começando a aprender aquela arte e até, na adolescência, a ajudar o pai aos fins de semana. «Quando terminei o 12º ano decidi que já não queria estudar mais e que queria trabalhar aqui. Quando comecei a tempo inteiro a roda era a única coisa que eu não sabia fazer. De resto, já sabia tudo.»

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG