Alunos do 4.º ano melhoram na matemática, mas tropeçam nas ciências

Na avaliação internacional TIMSS, estudantes portugueses ficam em 13.º lugar na matemática. Nas ciências queda foi de 13 posições, para a 32.ª

Os alunos portugueses do 4.º ano estão melhores na matemática. Subiram duas posições no ranking do TIMSS (Trends in International Mathematics and Science Study) - avaliação internacional sobre o desempenho das crianças que frequentam o 4.º ano de escolaridade a matemática e a ciências - e estão este ano na 13.ª posição, com mais nove pontos do que na avaliação anterior de 2011.

Portugal está 40 pontos acima da média na escala TIMSS (que são os 500 pontos). Neste grupo encontram-se também Inglaterra, Bélgica (Flamenga), Cazaquistão, Estados Unidos, Dinamarca e Lituânia. Nos cinco primeiros lugares estão Singapura, Hong Kong, República da Coreia, Japão e Taipé.

Menos positiva foi a participação portuguesa na avaliação da literacia nas ciências. Os 508 pontos conquistados ficaram 14 pontos abaixo do alcançado em 2011, o que colocou o país na 32.ª posição do ranking dos 56 países participantes nesta avaliação da International Association for the Evaluation of Educational Achievement (IEA). Há quatro anos, tínhamos ficado na 19.ª posição.

No mesmo grupo de Portugal, ou seja, próximo do ponto central, ficaram também Bélgica (Flamenga) e Nova Zelândia.

Litoral e rapazes têm melhores resultados

O relatório dos resultados nacionais, que está a ser apresentado esta manhã em Lisboa, revela ainda que em termos globais a região de Leiria é aquela que melhores resultados apresenta. Do mesmo modo, o litoral tem melhores pontuações que o interior. Os resultados mais baixos estão na região do Tâmega e Sousa.

À semelhança dos outros países a nível internacional, também por cá, os rapazes se saíram melhor do que as raparigas, tanto na matemática (mais 11 pontos) como nas ciências (mais sete pontos).

Participam neste estudo 56 países/regiões, de 11 mil escolas e 300 mil alunos. Em Portugal responderam aos testes 4693 alunos. Portugal participou nas edições de 1995, 2011 e 2015.

Estreia no TIMSS Advanced: Portugal abaixo da média no 12.º ano

Este ano pela primeira vez, foi feita uma avaliação semelhante para os alunos do 12.º ano dos cursos científico-humanísticos. Nas duas avaliações - Matemática e Física - os alunos portugueses têm notas abaixo da média (500 pontos).

Neste estudo, participaram apenas nove países. Um número bastante reduzido, mas em linha com as três edições anteriores. Na sua estreia, Portugal testou 4068 alunos a matemática e 1783 em Física. Ficou em 5.º lugar na matemática, com 482 pontos. À frente tem a Federação Russa e o Líbano, os únicos acima da média. Itália ocupa o último lugar. EUA, França, Eslovénia, Noruega e Suécia.

Na Física, Portugal obteve 467 pontos, o que ainda assim foi o quarto melhor resultado. Em primeiro lugar ficou a Eslovénia, seguida da Federação Russa e Noruega. Abaixo de Portugal ficaram a Suécia, EUA, Líbano, Itália e França.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub