Luciana Abreu recorda esgotamento e insultos durante "Floribella"

A atriz revela que ouviu insultos por parte dos colegas desta série da SIC e até houve uma que a tentou agredir

Luciana Abreu revelou que sofreu um esgotamento e esteve anémica durante a segunda temporada de Floribella, a série que a SIC exibiu entre 2006 e 2008 e que a catapultou para a fama. "Eu era uma criança que foi engolida pelo fenómeno Floribella. Tenho 10% de memória desses dois anos intensos. [...] Gravava mais de 19 horas por dia, com um esgotamento e uma anemia", contou a atriz de 31 anos no mais recente episódio do podcast Maluco Beleza, de Rui Unas. "Foi muito violento", recorda.

A cantora frisou ainda que a sua chegada repentina ao mundo mediático, num papel principal, despertou a inveja de alguns dos seus colegas na série e denunciou insultos no local de trabalho. "Ninguém percebia aquilo que eu ouvia, que era: 'Parola do Norte, veio para aí ficar com o papel de protagonista. Eu como atriz ou eu como ator, já cá ando há anos, e nunca me deram um papel de protagonista. E ela vem sem curso nenhum, vem a falar à Norte, e, de repente, é a superstar de Portugal e ganha rios de dinheiro'. É inveja. Na maioria das vezes, fui explorada", lembra, negando ter ganho os tais "rios de dinheiro".

"E depois vejo os meus colegas de trabalho, que hoje em dia me respeitam e alguns até me admiram, porque fui ganhando esse respeito e admiração, a confrontarem-me no plateau, a insultarem-me, a tratarem-me mal e até a quererem agredir-me. Já aconteceu com uma atriz. Não vale a pena falar quem. Hoje em dia dou-me bem com ela, já trabalhei com ela noutros projetos. E não é fácil para uma menina de 19 anos, que estava a estudar à noite e era manicure de dia, ser engolida, de repente, por toda esta fama", adianta a atriz, que participou recentemente na novela Coração D'Ouro.

Luciana Abreu, que se prepara para entrar em breve na faculdade para estudar Artes, admite que, por vezes, também foi desagradável. "Eu vivia com uma revolta constante, porque as pessoas julgavam-me sem me conhecer".

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Pessoas
Pub
Pub