Comentário de Salvador Sobral gera controvérsia

Comentário de Salvador Sobral em concerto solidário Juntos por Todos está a ser criticado pelo público

Salvador Sobral foi o último a subir ao palco do concerto solidário Juntos por Todos, esta terça-feira e, se deixou o público emocionado com a sua performance, também surpreendeu pelo comentário que fez em palco.

A meio da atuação, Salvador Sobral disse: "Eu sinto que posso fazer qualquer coisa que vocês aplaudem. Vou mandar um peido para ver o que é que acontece".

A lotação no Meo Arena estava esgotada e o concerto solidário foi emitido em direto pela RTP1, SIC, TVI e mais de 100 rádios portuguesas. Entre os presentes no evento solidário para ajudar as vítimas dos incêndios das últimas semanas estavam o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o ministro da Cultura, Luís Castro Mendes.

Na página de Facebook de Salvador Sobral, vários utilizadores criticaram a atitude do cantor e acusaram o jovem de faltar ao respeito ao público, principalmente num evento solidário de homenagem às vítimas dos incêndios.

"Peido Salvador??? Deverias estar muito orgulhoso por fechar o espetáculo e não terminar da forma lamentável que o fizeste. Não eras o centro do espetáculo. Lamentável, meu caro, lamentável...", escreveu uma utilizadora.

"O seu comportamento no concerto de solidariedade num país que está de luto foi inaceitável. Demonstrou total falta de respeito por todos nós, pelos nossos sentimentos e por si, revelando ser um jovem sem sensibilidade e a necessitar de tratamento psicológico. Espero que se retrate, dirigindo um franco pedido de desculpas a todos os portugueses!", escreveu outro utilizador.

A declaração de Salvador é vista como "snobe e imbecil", uma "total falta de respeito" e de "humildade". "Hoje foste um puto parvo", resume um outro.

Há também utilizadores que dizem ter percebido a piada de Salvador, elogiam a naturalidade do jovem e garantem que vão continuar a apoiá-lo.

O músico de 27 anos começou por cantar A Case Of You, de Joni Mitchell, e encantou com o tema Amar Pelos Dois, que deu a vitória a Portugal no Festival da Eurovisão.

A iniciativa "Juntos por todos" angariou 1,153 milhões de euros que serão entregues à União das Misericórdias Portuguesas.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Pessoas
Pub
Pub