Papa quer levar para o Vaticano refugiados que estão em Lesbos

Alexis Tsipras recebeu o Papa Francisco na chegada a Lesbos

Refugiados terão sido escolhidos à sorte e pertencerão a três famílias que estão no campo aberto de Kara Tepe

O papa Francisco comunicou que quer levar para o Vaticano refugiados que estão na ilha grega de Lesbos, onde está a fazer uma visita de solidariedade, afirmou uma fonte oficial grega.

Segundo a referida fonte, do organismo de coordenação da política migratória grego (SOMP), estes refugiados pertencem a "grupos vulneráveis" e "chegaram a Lesbos antes da entrada em vigor do acordo entre a União Europeia (UE) e a Turquia", que permite o reenvio dos migrantes para a Turquia.

A televisão pública grega ERT noticiou que os refugiados que o papa Francisco vai levar para o Vaticano pertencem a três famílias que estão no campo aberto de Kara Tepe e que foram escolhidas à sorte.

Segundo a agência de notícias grega, Ana, o papa quer levar estes refugiados, uma dezena no total, a bordo do seu avião, quando partir hoje à tarde de Lesbos. Entretanto, o SOMP ainda não confirmou estes pormenores.

O avião do papa argentino aterrou hoje às 10:04 locais (8:04 em Lisboa), 15 minutos antes do programado, no aeroporto de Mytilène, capital da ilha, onde era esperado pelo primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras. Está previsto ser uma visita de cinco horas, durante as quais vai estar com refugiados, acompanhado pelo patriarca ortodoxo Bartolomeu, pelo chefe da Igreja Grega, arcebispo Jerónimo II, e por Alexis Tsipras.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub