Jornalistas do NM premiados por artigo sobre inclusão social

Cláudia Pinto e o fotojornalista Nuno Pinto Fernandes receberam um Prémio Dignitas pela reportagem Semear a Mudança

Os Prémios Dignitas, que distinguem os melhores trabalhos jornalísticos publicados nos órgãos de comunicação social portugueses, premeiam nesta sua oitava edição, na categoria de imprensa, dois profissionais do Diário de Notícias. Tratam-se da repórter Cláudia Pinto e do fotojornalista Nuno Pinto Fernandes, autores da reportagem Semear a Mudança, que foi publicada em dezembro de 2015 na revista Notícias Magazine.

Palavras e imagens, no seu conjunto, encarregaram-se de retratar o dia a dia de jovens portadores de deficiência intelectual, com o objetivo de promover a inclusão no mercado de trabalho, dando-lhes autonomia e qualidade de vida. A reportagem acompanhou alguns dos 42 jovens envolvidos no projeto Semear da instituição BIPP - Soluções para a Deficiência, que recebem aulas práticas e teóricas no Instituto Superior de Agronomia.

Este ano, o prémio máximo - Prémio Dignitas - é atribuído à jornalista da SIC Miriam Alves, autora da reportagem Impossível é só um exagero, que durante sete dias acompanhou crianças cegas numa colónia de férias, levando-as a falar sobre os seus medos, descobertas, desafios e superações. Na categoria de rádio, é distinguido Pedro Mesquita, da Rádio Renascença, com O extraordinário mundo de Irina; em jornalismo digital, Vera Moutinho, do jornal Público, com O que é isso da Vida Independente; e em jornalismo universitário, Tomás Albino Gomes, da Escola Superior de Comunicação Social (ESCS), com A Genética do Amor. A Menção Honrosa de Televisão será atribuída a Mafalda Gameiro, pela reportagem da RTP Corpo Sentido.

O júri desta oitava edição, que analisou um total de 29 peças jornalísticas, é composto por Humberto Santos, da Associação Portuguesa de Deficientes, Anabela Lopes, da ESCS, António Belo, da Amnistia Internacional, entre outros. A entrega de prémios decorre na próxima terça-feira, 3 de maio, no Grande Auditório do Edifício Novo da Assembleia da República. Estará presente a Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes. em representação do Governo. C.M.

Relacionadas

Últimas notícias

Muitas são as pessoas que ao longo do tempo vão acumulando dívidas com o uso do cartão de crédito e, consequentemente, vão acumulando juros. Uma solução para este problema é pagar a dívida na totalidade, o mais rápido possível, porque serão cobrados menos juros e no fim o custo será muito menor. Veja no vídeo outras soluções para acabar com a dívida do cartão de crédito.

Partilhar

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Media
Pub
Pub