A vitória de Salvador na Eurovisão vista pela imprensa internacional

"Simplicidade demolidora", uma "canção decente". Os elogios da imprensa a Salvador Sobral pelo mundo fora

Depois de tantas décadas de Eurovisão sem trazer o troféu, finalmente Portugal conseguiu arrebatar a Europa e vencer o Festival da Canção.

O primeiro lugar de Salvador Sobral foi noticiado em todo o mundo e, na maioria das vezes, num tom elogioso: na BBC, por exemplo, o participante português é descrito como alguém que trouxe "coração, sinceridade e um charme inocente", um "antídoto" aos habituais temas festivaleiros, e "refrescante" por isso mesmo. "Sobral entrou no concurso com o objetivo de fazer com que pessoas fora de Portugal conhecessem e dessem valor ao trabalho dele. Tarefa cumprida, senhor", termina o texto publicado no site da estação britânica.

Ainda no Reino Unido, Euan Ferguson escreve no The Guardian que "muitas coisas surpreendentes" aconteceram na Eurovisão. "Uma canção decente ganhou". E acrescenta: "Foi muito surpreendente e recorda-nos que o português é provavelmente o melhor idioma no qual cantar boas músicas, suaves". O jornalista refere ainda que foi "a primeira Eurovisão nos últimos cinco anos" que ficou contente por ver.

O Le Monde assinala que a vitória foi uma estreia para Portugal e que o tema de Sobral emocionou milhões de telespectadores do espetáculo musical europeu com um tema "jazzy" e melancólico. E acrescenta que a música "eclipsou" outro dos favoritos, o italiano Francesco Gabbani com o tema Occidentali"s karma.

O italiano Corriere della Sera faz eco, precisamente, da desilusão italiana: o participante nacional acabou por ficar apenas com o prémio da imprensa, atribuído pelos jornalistas dos órgãos de comunicação internacionais que estavam em Kiev. O "esfumar" do sonho de Gabbani também no La Repubblica: "parecia mesmo que Occidentali"s karma iria tornar-se o novo hino europeu".

Em Espanha, que ficou com o último lugar na Eurovisão, também se fala da "simplicidade demolidora" do tema português. O El Mundo assinala a falta de coreografia, resumida aos gestos de "sensibilidade e paz", referindo que o tema Amar Pelos Dois sempre fora o favorito nas casas de apostas.

Também a norte-americana CNN dá notícia da vitória portuguesa, explicando que a música de Salvador foi escrita pela irmã Luísa e que o primeiro lugar português agradou aos fãs reunidos na arena ucraniana.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular