Grupo de origem angolana instala-se em Ponte de Lima e cria 150 empregos

Um grupo de origem angolana e especializado nos setores da construção civil e engenharia vai instalar-se ainda este ano em Ponte de Lima e criar 150 novos postos de trabalho, informou hoje a Câmara local.

Em comunicado, aquela autarquia do distrito de Viana do Castelo revelou que a Omatapalo, SA, "adquiriu quatro lotes no polo industrial e empresarial da Gemieira, com uma área total de 25.653 mil metros quadrados", mas não adiantou o montante do investimento na criação da nova unidade.

O município liderado por Victor Mendes (CDS-PP) acrescentou que a criação do novo empreendimento daquele grupo, que iniciou a sua atividade na cidade do Lubango, Angola, em 2003, "vem dar resposta ao seu crescente sucesso no mercado interno e externo".

Na nota, o município adiantou que "a empresa possui no seu quadro técnico todas as áreas de conhecimento relacionadas com a sua atividade, com elevados níveis de empenhamento, diligentes na sua atuação, responsáveis na sua conduta, formando uma equipa pluridisciplinar capaz de conduzir processos, produzir resultados e garantir padrões de qualidade".

Para a Câmara de Ponte de Lima, "a instalação da Omatapalo no concelho vem contribuir para o reconhecimento da estratégia de atração de investimento que o município tem vindo a implementar, nomeadamente, através da promoção de um conjunto de condições infraestruturais e de medidas de incentivo à localização de novas empresas".

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

Pub
Pub