Autárquicas: Nós, Cidadãos! concorre com Pedro Ladeira à câmara e assembleia de Sintra

O partido Nós, Cidadãos! vai candidatar à presidência da Câmara de Sintra e da assembleia municipal, nas próximas autárquicas, Pedro Ladeira, fundador do Movimento de Apoio à Construção do Hospital de Sintra, projeto que o candidato elege como prioridade.

"O que defendemos é a construção de um centro hospitalar, orientado para o futuro - não é fazer uma obra para o presente, que quando estiver pronta já não serve as necessidades - e que inclua um centro de congressos e um centro de investigação com valor económico", disse hoje Pedro Ladeira, em declarações à agência Lusa.

O gestor, de 57 anos, fundador do Movimento de Apoio à Construção do Hospital de Sintra (MACHS), considera que a câmara, "por motivos eleitoralistas", resolveu inventar e construir um hospital "que é um T0".

Na segunda-feira, o presidente da autarquia, Basílio Horta (PS), e os ministros da Saúde e das Finanças assinaram um acordo de colaboração para o futuro Hospital de Proximidade de Sintra, com a construção financiada pelo município em 29,6 milhões de euros e o equipamento pelo Estado central orçado em 21,6 milhões de euros.

A conclusão da construção da nova unidade hospitalar está prevista em "janeiro de 2021", prazo que leva Pedro Ladeira a apontar para o aproveitamento político nas eleições autárquicas seguintes.

"A primeira 'geringonça' não foi no Governo, foi em Sintra, onde o PS fez uma coligação com o PSD, o CDS e com o PCP", acusou o fundador do MACHS, alegando que "durante quatro anos ninguém na Câmara de Sintra falou no hospital".

A candidatura do Nós, Cidadãos! vai "fazer um plano estratégico para Sintra e apresentar soluções para os problemas que os sintrenses normalmente sentem desde quando saem de casa", explicou o candidato.

Pedro Ladeira vai ser o cabeça de lista para a câmara municipal e para a assembleia municipal, optando depois por ocupar o cargo para o qual for eleito, como previsto na lei.

A lista para a câmara terá como número dois Renato Epifânio, vice-presidente do Nós, Cidadãos!, seguido de Mónica Sousa, enquanto para a assembleia municipal concorrem também Sancho Carvalho Nunes e Olga Jacinto.

A candidatura será apresentada "mais perto do período de campanha eleitoral" e Pedro Ladeira promete, além de uma "lista útil e participativa", um "plano estratégico para Sintra a curto, médio e longo prazo".

Nas próximas eleições autárquicas de 01 de outubro são já conhecidas as recandidaturas de Basílio Horta (PS) e dos vereadores Pedro Ventura (CDU) e Marco Almeida (independente pelo PSD/CDS-PP), bem como a candidatura de Carlos Carujo (Bloco de Esquerda).

Em 2013, Basílio Horta venceu as eleições pelo PS, por uma diferença de cerca de 1.700 votos, à frente do independente Marco Almeida, também com quatro eleitos, do social-democrata Pedro Pinto, que conseguiu apenas dois eleitos, e de Pedro Ventura, eleito pela CDU.

Últimas notícias

Em 2013, o Governo Passos obrigou-se a três campanhas de sensibilização da opinião pública, até 2020, para combater a discriminação dos ciganos. Em 2017, o candidato do PSD a Loures faz a campanha contra eles; as sondagens dizem que a maioria aprova. De acordo com a autarquia, serão menos de 600 em 204 mil habitantes, estas pessoas que tanto incomodam. Quem são? Que fazem? Como se reconhecem? Viagem a Loures, à boleia de um estereótipo

Partilhar

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

Pub
Pub