Autárquicas: Independente Daniel Martins é o candidato do PSD em S. Pedro do Sul

O independente Daniel Martins, de 42 anos, é o cabeça-de-lista do PSD à Câmara de S. Pedro do Sul, um concelho onde considera que tem havido "falta de estratégia" nos últimos anos.

"Não há um projeto, uma visão, não existe obra feita, nem previsão de se fazer algo integrado. As coisas vão-se fazendo de uma forma desgarrada, sem um objetivo que seja percetível", afirmou à agência Lusa o advogado, que neste momento trabalha na Agência para a Modernização Administrativa.

Na sua opinião, o executivo atual, liderado por Vítor Figueiredo (PS), "está a gastar dinheiro", mas S. Pedro do Sul tem "cada vez menos população, menos capacidade de fixar jovens e menos empresas".

"Foi essa constatação, aliada à perspetiva de haver pessoas capazes de levar um projeto para a frente, com o apoio do PSD, que me fez avançar", justificou Daniel Martins, que até ao início do ano era militante do PS e, entre 2009 e 2013, representou este partido na Assembleia Municipal de S. Pedro do Sul.

Na corrida autárquica está também Vítor Figueiredo, que espera conseguir ser eleito para um segundo mandato.

Nas eleições autárquicas de 2013, o PS conseguiu roubar a presidência da Câmara ao PSD, obtendo 49,79% dos votos. O PSD teve 37,71% dos votos.

Na opinião de Daniel Martins, a situação "piorou com o PS, porque durante o tempo em que o executivo foi do PSD havia obra e havia uma estratégia".

"Algumas opções podiam ser criticadas, eu próprio critiquei algumas durante o tempo em que estive na Assembleia a representar o PS, mas a verdade é que havia uma estratégia", considerou.

O candidato do PSD defendeu que "não é a fazer festarolas que se leva o concelho para a frente, porque isso são coisas de efeito imediato, não são estruturantes".

Caso seja eleito, Daniel Martins tem como prioridade "dar uma nova roupagem ao termalismo", porque "a receita que tem sido utilizada nas termas está esgotada".

"Temos que conseguir convencer empresários a apostar no projeto das termas, não é estar a endividar a Câmara ainda mais com obras. Há aqui um paradigma que tem que se alterar. Vamos manter o que está, porque continua a ter procura, mas vamos fazer algo mais", explicou.

Além do PSD e do PS, também a CDU já anunciou o seu candidato às próximas eleições autárquicas em S. Pedro do Sul, que é o professor João Pinheiro.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular