"Água Mole" selecionada para Festival de Cinema de Toronto depois da estreia em Cannes

A curta-metragem de animação "Água Mole", de Laura Gonçalves e Xá (Alexandra Ramires), foi selecionada para competição no Festival Internacional de Cinema de Toronto, que se realiza de 07 a 17 de setembro, no Canadá, foi hoje anunciado.

"Água Mole", que foi estreada na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, vai ser apresentada no programa "Short Cuts", da 42.ª edição do Toronto International Film Festival (TIFF), sob o título "Drop by Drop".

No sítio do TIFF na internet, que divulgou hoje a seleção de curtas-metragens, o programador desta secção do festival, Jason Anderson, descreve o filme da dupla portuguesa como uma "combinação requintada de animação desenhada à mão e documentário de áudio, no qual os últimos habitantes de uma vila moribunda refletem o destino da sua casa e o seu legado".

Desenvolvida com recurso à técnica da gravura, a animação "Água Mole" junta entrevistas reais a uma narrativa ficcionada, estabelecendo um retrato da desertificação do interior do país, através dos que resistem e se recusam a abandonar o local a que pertencem.

"Este filme surgiu de um conjunto de viagens que fomos fazendo no interior de Portugal, onde recolhemos alguns registos sonoros", explicaram as realizadoras Laura Gonçalves e Alexandra Ramires, aquando da estreia em Cannes, no passado mês de maio, recorda a Agência da Curta-Metragem, em comunicado.

"Água Mole" é produzida por Rodrigo Areias e a Bando À Parte. Além da apresentação em Cannes, "Água Mole" foi também exibida no Festival Internacional Curtas de Vila do Conde, no final de julho.

Laura Gonçalves nasceu em 1988, fez o curso de Arte e Multimédia-Animação, da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, tendo trabalhado com realizadores como José Miguel Ribeiro, Marta Monteiro, Vasco Sá, David Doutel, Joana Bartolomeu e Joana Toste.

Dirigiu a primeira 'curta', "Três Semanas Em Dezembro", em 2012, no âmbito do Mestrado de Animação na Arts University Bournemouth, na Grã-Bretanha. O filme conquistou o Prémio Jovem Cineasta Português no Cinanima.

Em 2015, realizou, com Abi Feijó, Alice Guimarães e Daniela Duarte, a curta "Nossa Senhora da Animação", produzida pela Agência da Curta-Metragem.

Alexandra Ramires (Xá) nasceu em 1987, licenciou-se em Pintura, também em Belas Artes, em Lisboa, e começou a trabalhar em animação em 2009, na produtora Sardinha Em Lata, tendo colaborado em filmes de David Doutel e Vasco Sá, José Miguel Ribeiro e Marta Monteiro.

Na produtora Bando À Parte, onde trabalha desde 2013, participou na animação "Fuligem", de Doutel e Vasco Sá, e na curta "Fim de Linha", de Paulo D'Alva e António Pinto. "Água Mole" é o seu primeiro filme.

Para o Festival de Toronto estão igualmente selecionadas as curtas-metragens brasileiras "Damiana", de Andrés Ramírez Pulido, e "Namoro À Distância", de Carolina Markowicz.

"Suburbicon", o mais recente filme de George Clooney, escrito com Joel e Ethan Coen, "Submergence", de Wim Wenders, "Downsizing", de Alexander Payne, "First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia", de Angelina Jolie, e "Victoria & Abdul", de Stephen Frears, que apenas chegarão às salas de cinema após o verão, foram anunciados para as "exibições especiais" do certame.

A programação global do TIFF será anunciada no próximo dia 22.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

Pub
Pub