Man. United, Roma e AC Milan desejam o português

O português não quer descansar e ouviu o seu nome entoado em Stamford Bridge e... Old Trafford. Pretendentes fazem fila

Promete ser um Natal agitado para o desempregado mais mediático do mundo. José Mourinho desfez dúvidas e ontem anunciou, em forma de comunicado, que não quer parar. A Gestifute, agência que o representa e que pertence a Jorge Mendes, esclareceu que o treinador está pronto a começar a treinar noutro clube: "[José Mourinho] não vai passar por um ano sabático, ele não se sente cansado nem precisa. É muito otimista e já está a olhar para a frente."

No mesmo comunicado, a Gestifute anunciou que Mourinho não estará presente em jogos "de alto nível porque não quer motivar qualquer especulação sobre o seu futuro", mas que vai ser visto em estádios "a trabalhar e a apoiar amigos". Foi isso mesmo que fez ontem, pela hora de almoço, ao marcar presença no Brighton-Mid-dlesbrough, do Championship, que terminou com a vitória (3-0) dos visitantes, comandados por Karanka, antigo adjunto do português no Real Madrid.

Ao início da tarde deste sábado, uma grande novidade. Guus Hiddink foi oficializado como treinador do Chelsea até ao final da temporada, tendo sido apresentado aos jogadores após o triunfo do Chelsea sobre o Sunderland por 3-1 em Stamford Bridge.

Durante o jogo o nome de José Mourinho foi entoado pelos 40 mil espectadores que estiveram no estádio. Ao mesmo tempo, em Old Trafford a cena repetiu-se. Enquanto o Manchester United perdia (1-2) com o Norwich, os adeptos dos red devils cantavam o nome do português, como que a pedir a contratação de Mourinho para o lugar do cada vez mais contestado Louis van Gaal.

Jorge Mendes na jogada

Aqui entram as primeiras informações sobre o futuro imediato do treinador. Depois de ter avisado que quer entrar noutro clube rapidamente, os pretendentes começaram a surgir.

A imprensa inglesa noticiava que uma comitiva da Roma, que está em processo de rescisão com o treinador Rudi Garcia, terá conseguido reunir-se com José Mourinho, mas este não se terá mostrado muito recetivo à ideia.

O AC Milan, refere a imprensa italiana, fará tudo para convencer Mourinho, mas sabe que existe um handicap, pois o técnico ficou muito ligado ao Inter, rival citadino do AC Milan. Logo, seria um cenário a evitar, até porque a Liga italiana não é uma prioridade para Mourinho.

Para o fim deixamos o Manchester United. O DN sabe que esse é um desejo pronunciado de Mourinho, que terá ficado agradado com o facto de ter sido lembrado ontem em Old Trafford. A amizade de Jorge Mendes com o vice-presidente Ed Woodward e a situação periclitante de Louis van Gaal pode precipitar uma situação que seria do agrado do português. Os primeiros contactos já terão sido efetuados, mas há ainda caminho a fazer. O calendário, por sinal, faz que o próximo compromisso do Manchester United seja... com o Chelsea.

No meio disto há que não esquecer um eventual regresso... a Portugal.

Últimas notícias

Recomendadas

Contéudo Patrocinado

Mais popular