Benfica anuncia processos crime a Pinto da Costa e administração da SAD portista

"E-mails revelados pelo FC Porto não comprometem o Benfica", garantiu o diretor de comunicação do Benfica, esta sexta-feira

O Benfica vai agir judicialmente contra o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, e restante administração da SAD portista. "Todos os lesados vão interpor ações por ciber-crime. Nos próximos dias entrarão processos-crime contra Pinto da Costa, contra a SAD do FC Porto - significa que têm têm acesso a contratos de nível comercial. Crime económico? Se o FC Porto alega ter informação confidencial, terá tido acesso a informação comercial e isso é um crime grave", anunciou Luís Bernardo, esta sexta-feira, na Benfica TV.

Em causa os e-mails que os dragões revelaram e que implicam o clube da Luz, num alegado esquema de corrupção desportiva. "É urgente que esta investigação a este caso seja séria, a nível dos órgão desportivos e civil. Benfica tem total abertura para facilitar acesso a toda a informação, tem as portas abertas e está tranquilo, quer que se investigue a fundo. Queremos que a verdade venha ao de cima e que os responsáveis seja responsabilizados", disse o o diretor de comunicação do clube da Luz.

Os e-mails são verdadeiros? "Vamos por partes. Isto surgiu há três semanas e na altura o Benfica requereu abertura de processo por violação de correspondência privada. Essa investigação tem desenvolvimentos, os dados que temos são extremamente grave, de enorme melindre, mas serão analisados em termos da própria investigação do Ministério Público. São dados que o Benfica recolheu nas perícias técnicas, surgindo a hipótese de pirataria informática. Se houve pagamento do FC Porto? Não posso confirmar, não vou esclarecer se foi uma empresa de hackers que estabeleceu esses dados, o que é claro é que o FC Porto afirma ter acesso a informação privada do Benfica e tem a tornado pública. Se os e-mails existem ou não cabe ao MP dizer, se foram objeto de falsificação, se estão descontextualizados. Tem de ser analisado com todo o cuidado", respondeu, sem dizer se os e-mails trocados entre Paulo Gonçalves e Pedro Guerra com elementos ligados à arbitragem e à Liga.

Colaboração com o Ministério Público

O Benfica ainda não foi notificado da abertura de qualquer processo judicial. "Não houve qualquer contacto, apenas alguns procedimentos, mas as portas estão abertas. Compreendo que não haja coragem do FC Porto para assumir a denúncia. Que leitura merece? Se fosse o FC Porto a assumir teria de dar acesso a toda a informação que tem e como muitas delas são denúncias de coação feitas junto do Benfica, isso não lhes interessa divulgar. Há um clima muito crispado no futebol português que vai dificultar o início da competição. São levantadas insinuações muito graves e condena-se logo. Nós temos tido muita informação grave, que forneceremos ao Ministério Público", revelou Luís Bernardo.

Reabrir Apito Dourado

Bernardo anunciou ainda que o Benfica vai requerer a reabertura do processo do Apito Dourado, sem precisar como e onde:" Vamos requerer a abertura do Apito Dourado e que seja reanalisado a legalidade das escutas do Apito Dourado (AD). Muitas das pessoas ligadas ao AD estão ligadas aos casos que ocorrem nos últimos dois anos: a ameaça que Pinto da Costa fez ao árbitro Rui Costa num jogo com o Arouca; da ameaça de Luis Gonçalves a Tiago Antunes, que disse que a sua carreira ia ficar comprometido - e curiosamente ele desceu de divisão; das declarações de Fernando Madureira em que afirma no Facebook que o FC Porto ia perder com o Moreirense para o Tondela descer de divisão. Tem de ser investigado. É o mesmo tipo de conduta da era do Apito Dourado e há ligações que se mantêm."

Além dos processos crimes a Pinto da Costa e SAD portista, Luís Bernardo anunciou ainda queixa contra o presidente do Sporting. "Foi pública declaração de Bruno de Carvalho num encontro com jornalistas onde gabou-se de afastar Vítor Pereira da UEFA e de ter escolhido o atual presidente da Liga, Pedro Proença. Isso sim figura um tráfico de influências e o Benfica vai abrir o devido procedimento para que a situação seja investigada. Nos próximos dias serão abertos vários processos para que todas essas questões sejam esclarecidas."

Porquê deste "ataque" ao Benfica...

Luís Bernardo começou por justificar que este "ataque" ao clube se deve porque "o Benfica está forte, unido e coeso". "Somos tetra, somos uma referência a nível internacional e estamos com grande estabilidade e com um rumo definido. Basta ver a preparação desta época. Todas as entradas e saídas foram preparadas com tempo, uma planificação bem feita, ao contrário dos nossos adversários".

E virou as atenções para os dragões: " o FC Porto vive momento financeiro difícil, está intervencionado, perdeu a sua autonomia está numa situação financeira de descalabro. Temos assistido a acusações de que a culpa do seu insucesso e financeiro foi do anterior treinador. Há um grande impasse no clube. O Sporting também vive momento difícil, com indefinição do ponto de vista estratégica, se a aposta é na formação ou se isso não chega. É neste quadro que tentam desestabilizar o Benfica. Há dois anos a contração de Jesus, depois os vouchers e agora os e-mails."

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub