O novo Hublot Big Bang é uma explosão safira laranja. Vale mais de 140 mil euros

relógios

O novo Hublot Big Bang é uma explosão safira laranja. Vale mais de 140 mil euros

O mais novo da família Big Bang da Hublot tem uma cor que não passa despercebida e um novo 'coração'. Quer casar tradição e inovação, como sempre

Desde que à nascença, em 1980, o italiano Carlo Crocco combinou ouro e borracha, que misturar o que aparentemente não pode ser combinado se tornou regra para a marca suíça Hublot, o ponto de, já no século XXI, ter aparecido o slogan "Art of Fusion", a arte da fusão, com o CEO Jean-Claude Biver ao leme. Por estes dias, a marca detida pelo grupo francês LVMH desde 2008, dá a conhecer o seu mais recente ai-jesus: o Hublot Big Bang Tourbillon Automatic Orange Sapphire, numa edição limitada a 50 peças e um valor de quase 141 mil euros.

O novo relógio, descendente do Big Bang original, vencedor do prémio de melhor designer de relógios em 2005, junta à bracelete de borracha titânio e a safira laranja. "Há quase dez anos que a Hublot tem sido uma das poucas marcas a usar borracha natural nas suas braceletes, reconhecidas pelo entusiastas como assinatura da Hublot", diz o CEO da marca, Ricardo Guadalupe.

Já foi descrito entre críticos da especialidade como um sol que anima nestes dias cinzentos de pandemia e se a cor não bastar, o mostrador faz o trabalho que resta para que o novo Hublot Big Bang não passe despercebido. As medidas são estas: 45 mm de mostrador e 15,3 mm de espessura.

"O objetivo da Hublot é há muito combinar tradição e tradição, por isso queríamos apresentar um turbilhão clássico de uma forma moderna", afirma o CEO. Saído da fábrica de Nyon, Suíça, das mãos de 30 relojoeiros, químicos e engenheiros criam protótipos e relógios, o novo Big Bang Orange Sapphire distingue-se pela cor - é a primeira vez que a Hublot usa este tom nas suas safiras.

Para quem não gostar de tanto laranja, a Hublot adianta-se com duas opções: o Big Bang Tourbillon Automatic Texalium, em fibra de carbono e alumínio, e o Big Bang Black Magic, com caixa de cerâmica. São menos exclusivos, nas suas edições de 100 peças cada, e mais baratos (quase 79 mil euros).

Qualquer que seja o modelo, continuam à procura da transparência, Neste caso, usando mais safiras no movimento do relógio e procurando que nada interfira com a visibilidade do mecanismo do relógio, estética em si mesmo, num objeto muito ligeiro, mas suficientemente resistente para aguentar os embates do quotidiano.

Dentro da caixa em forma de escotilha que deu nome à Hublot bate um 'coração' com um novo automatismo. "A nossa manufatura também reafirmou a sua especialidade relojoeira revelando um novo calibre turbilhão automático, inteiramente desenhado e produzido em casa", segundo Ricardo Guadalupe.

Aperfeiçoar o Hublot Big Bang Tourbillon Automatic Orange Sapphire demorou três anos, quase tantos como os dois que Carlo Crocco investiu a pensar e produzir a primeira bracelete de plástico dos seus relógios, quando, apesar de não ser inédito, estava longe de ser consensual misturar materiais preciosos como o ouro de 18 quilates com outros considerados menos nobres, como a borracha.

O relojoeiro provou nesse início dos anos 80 na primeira feira de relógios de Basileia onde mostrou os primeiros Hublot que os consumidores estavam do seu lado. Nesse primeiro ano de vida faturaram 2 milhões de euros e o objetivo manteve-se quando Biver tomou as rédeas da companhia - a ele se deve a paternidade dos Big Bang, a coleção mais conhecida da marca Hublot que devia servir de mote e tema para a festa de 40 anos que devia ter acontecido em setembro do ano da pandemia, mas foi adiada, apesar de se manterem os motivos de celebração. Desde a fundação, espalharam-se pelo mundo, estão hoje lojas em todo o mundo, a fábrica cresceu e andam nos pulsos de gente discreta ou muito conhecida. De jogadores de futebol a Kylie Jenner, passando por Jay Z.

Ficha técnica

Marca: Hublot
Modelo: Big Bang Tourbillon Automatic Orange Sapphire
Diâmetro: 45mm
Espessura: 15,3mm
Material da caixa: Safira laranja
Mostrador: Transparente
Resistência à água: 30 metros
Bracelete: Borracha laranja com titânio
Preço: 141 mil euros

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG