Vem aí a depressão Dora. Traz vento forte, chuva, neve, mar agitado e frio

Portugal continental vai ser afetado a partir da tarde de hoje e até sábado por vento forte, precipitação, neve, agitação marítima e descida da temperatura associadas à passagem da depressão Dora, informou o IPMA.

A Proteção Civil alertou esta tarde para um agravamento das condições meteorológicas nas próximas 48 horas, prevendo-se um aumento da intensidade do vento, precipitação, a descida da temperatura e o aumento da agitação marítima na costa ocidental, fruto da depressão Dora.

Em comunicado, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) refere que está previsto o aumento da intensidade do vento partir desta quinta-feira (3), diminuindo nas terras altas a partir da manhã de sexta-feira e, no litoral, a partir da manhã de sábado, com rajadas até 75 km por hora na costa ocidental e até 95 km por hora nas terras altas.

Está ainda prevista a formação de geada, em especial, no interior norte e centro, a descida da temperatura, assim como precipitação a partir desta quinta-feira, podendo ser pontualmente forte na sexta-feira no norte e centro, com condições favoráveis à ocorrência de trovoada e granizo.

Segundo a ANEPC, poderá ocorrer queda de neve a partir da tarde de hoje acima de 1.400 metros de altitude, descendo para os 600 metros de altitude a partir da madrugada de 04 de dezembro, assim como um aumento da agitação marítima na costa ocidental, com ondas de noroeste, que poderão atingir mais de sete metros na sexta-feira.

Face a esta previsão, a ANEPC recomenda à população que garanta a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, que adote uma condução defensiva, face à possibilidade de formação de lençóis de água e gelo nas vias, que evite circular em vias com acumulação de neve e que tenha especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas sujeitas a inundações rápidas.

Também o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) , em comunicado, precisa que a depressão Dora, que está associada a uma superfície fria, vai fazer-se sentir a partir da tarde desta quinta-feira e atravessar todo o território durante o dia de sexta-feira.

"Os efeitos desta depressão no território continental serão sentidos pelo aumento da intensidade do vento a partir da tarde de hoje, prolongando-se até ao início de sábado com rajadas até 80 quilómetros por hora no litoral oeste e até 95 quilómetros por hora nas terras altas tendo sido emitido aviso amarelo para vários distritos", é referido.

De acordo com o IPMA, está também previsto um aumento da agitação marítima, em particular na costa ocidental a partir do final do dia de hoje, com a altura significativa das ondas a poder atingir os 7 metros e sendo de noroeste, com emissão de aviso laranja.

O IPMA adianta também que a depressão está associada uma superfície frontal fria, dando origem a precipitação, que será na forma de neve nas cotas acima de 1.400/1.600 metros e descendo gradualmente para 600/800 metros.

Por causa desta situação o IPMA emitiu aviso amarelo de neve para a maior parte dos distritos das regiões Norte e Centro, em particular para sexta-feira.

"Devido ao transporte de uma massa de ar frio na circulação conjunta da depressão com um anticiclone localizado a noroeste dos Açores, prevê-se também uma descida de temperatura até sábado, que associada à intensificação do vento, irá provocar um aumento do desconforto térmico", adianta ainda o IPMA.

O IPMA colocou para sexta-feira toda a costa de Portugal continental, do norte da Madeira e Porto Santo aviso laranja devido à previsão de agitação marítima forte.

Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro estarão sob este aviso entre as 00:00 de sexta-feira e as 17:00 de sábado.

Estão previstas ondas de noroeste com 5 a 7 metros de altura, podendo atingir 10 a 14 metros de altura máxima.

Também a costa norte da ilha da Madeira e de Porto Santo vão estar com o aviso laranja, entre as 03:00 de sábado e as 05:00 de domingo, por causa do estado do mar, prevendo-se ondas de norte com 5 a 6 metros.

Ainda por causa estado do mar, o IPMA colocou já hoje os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e Aveiro sob aviso amarelo entre as 21:00 de hoje e as 00:00 de sexta-feira.

Entretanto, entre as 21:00 de hoje e as 12:00 de sexta-feira, vão estar sob aviso amarelo (menos grave) os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda e Castelo Branco devido à previsão de vento forte de noroeste, com rajadas até 95 quilómetros por hora nas terras altas

O IPMA emitiu ainda aviso amarelo para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda, Castelo Branco devido à previsão de queda de neve acima de 1400/1600 metros, descendo gradualmente a cota para 700/900 metros, entre as 00:00 e as 18:00 de sexta-feira.

O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

atualizado às 1941

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG