Marte estará mais brilhante no céu nesta terça-feira

Grande aproximação entre a Terra e Marte dará ao Planeta Vermelho um destaque especial no céu noturno.

Marte está nesta terça-feira a uma distância mínima da Terra, de 62,1 milhões de quilómetros, a mais próxima dos últimos dois anos. Só daqui a 15 anos a distância entre os dois planetas voltará a encurtar tanto, registando-se em 2035 a maior aproximação entre eles.

Dada a presente proximidade, o Planeta Vermelho vai mostrar-se especialmente brilhante no céu nesta noite.

Marte nasce às 19.43 e será visível durante toda a noite, uma vez que apenas se porá mais de 24 horas depois, na quarta-feira, ao princípio da manhã.

Especialmente brilhante quer dizer isso mesmo. Marte destacar-se-á no céu como um ponto especialmente brilhante, até porque na mesma região do céu não há estrelas que possam rivalizar no brilho.

Este fenómeno, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), "acontece de 26 em 26 meses, sempre que a Terra ultrapassa Marte no seu movimento de translação em torno do Sol", o que é possível porque "o nosso planeta é mais rápido neste movimento".

No entanto, "devido à excentricidade das órbitas, às inclinações dos planos orbitais e às alterações provocadas por forças de maré", explica o OAL na sua página na Internet, "a distância mínima atingida em cada órbita não é sempre igual".

A desta terça-feira é especialmente pequena, dando a Marte um brilho muito especial.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG