32 milhões de euros por um pendente de Maria Antonieta

Pendente de diamantes com uma pérola natural do século XVIII usado pela última rainha de França vendido por valor recorde pela casa de leilões Sotheby's

Um pendente de diamantes com uma pérola natural do século XVIII usado pela última rainha de França, Maria Antonieta, foi vendido por 36 milhões de dólares (31,8 milhões de euros ao câmbio desta quinta-feira) pela casa de leilões Sotheby's, que indica tratar-se de um recorde mundial.

A pérola licitada em Genebra, na Suíça, tinha sido avaliada em 1,8 milhões de euros e fazia parte de uma grande coleção de joias vendidas pela casa real italiana Bourbon-Parma. Antes do leilão, a Sotheby's já tinha avisado que se tratava de "uma das mais importantes coleções de joias reais que já apareceram no mercado".

Alfinetes de peito com pedras preciosas avaliados em 250 mil euros, um conjunto de diamantes e até uma tiara (esta já do século XX e feita para a arquiduquesa Maria Ana da Áustria, princesa de Bourbon-Parma), avaliados em 500 mil euros, foram outras das literais joias da coroa que foram a licitação, tendo a coleção rendido quase 61 milhões de euros.

O recorde anterior de joia mais cara foi um colar que pertenceu à dama Elizabeth Taylor, atriz e empresária britânica, vendido por 11,8 milhões de dólares (10,4 milhões de euros) pela casa de licitações Christie's, em Londres, no mesmo ano da morte da dona, em 2011.

A princesa austríaca Maria Antonieta casou-se com o rei Luís XVI e ficou igualmente famosa tanto pelos seus gostos extravagantes, que contrastavam com a pobreza extrema do povo de França no final do século XVIII, como por ter perdido a cabeça na guilhotina a seguir à Revolução Francesa. Tinha 37 anos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG