Wikipedia suspende serviço em protesto contra lei dos direitos de autor

Edições nas línguas espanhola e italiana estão suspensas até à votação no Parlamento Europeu, amanhã ao meio-dia

A enciclopédia digital Wikimedia está em protesto contra a proposta de reforma da diretiva europeia sobre direitos de autor, que será votada amanhã, às 12.00, no Parlamento Europeu. As páginas nas línguas espanhola e italiana estão mesmo suspensas, sem possibilidade de acesso até à hora da votação.

A Fundação Wikimedia, organização sem fins lucrativos que promove a Wikipedia, colocou na sua página em inglês um alerta em que disponibilizada informação sobre a nova legislação e fornece meios para contactar eurodeputados. A versão em língua portuguesa não tem referência ao tema, mantendo um comunicado sobre o facto de ter atingido um milhão de artigos.

Em Espanha, e nos países onde se escreve em castelhano, o protesto está a ser levado a sério. A comunidade espanhola da Wikipedia afirma, em comunicado, que esta proposta, se aprovada, "prejudicará significativamente a Internet aberta que conhecemos hoje", ao "ameaçar a liberdade online e impor novos filtros, barreiras e restrições no acesso". Aponta ainda que a aprovação levará a que "ações como compartilhar notícias em redes sociais ou o acesso às mesmas por meio de um motor de busca fica mais complicada". Alega mesmo que "a própria Wikipédia fica em risco". Daí o encerramento temporário para alertar as pessoas.

Alguns dos eurodeputados responsáveis pela iniciativa disseram hoje, em conferência de imprensa em Estrasburgo, que "a Wikipedia está errada, porque esta proposta afetará apenas páginas de internet para fins comerciais". De qualquer forma, a edição italiana da enciclopédia digital também está fechada desde terça-feira, em protesto que só terminará amanhã ao meio-dia.

Os principais pontos de discórdia centram-se nos artigos 11 e 13 da nova diretiva, que refletem questões como o direito dos editores de media a serem pagos quando são usados excertos de publicações suas e a criação de um filtro nos conteúdos dos mesmos editores de media.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.