542 professores entram no quadro em 34 mil candidatos

Concurso externo eleva para oito mil o total de ingressos na carreira ao longo desta legislatura. O total de candidatos no concurso deste ano chegou aos 34 mil mas Ministério diz que número tem vindo a baixar

Um total de 542 professores - entre cerca de 34 mil candidatos - entraram nos quadros do Ministério da Educação nos concursos externos, cujas listas foram publicadas esta quinta-feira pela Direção-Geral da Administração Escolar. Um número que, anuncia em comunicado o gabinete do ministro Tiago Brandão Rodrigues, eleva o total de professores vinculados para "oito mil na atual legislatura".

"Ao longo dos quatro anos da legislatura deste Governo vincularam cerca de 8 mil docentes aos quadros do Ministério da Educação - quer através de vinculações extraordinárias, quer pela "norma-travão" revista, que passou a exigir apenas três contratos sucessivos, em qualquer grupo de recrutamento, para que os docentes possam vincular", precisa o Ministério em comunicado.

Menos quatro mil candidatos

Apesar de a grande maioria dos candidatos continuar a ficar de fora, o Ministério defende ainda que o total de excluídos tem vindo a diminuir por força das entradas nos quadros dos últimos anos. "Tendo em conta o número excecional de professores vinculados no passado recente, em 2019 verifica-se uma diminuição do número de docentes candidatos a este concurso, tendo passado de cerca de 38 mil em 2018, para cerca de 34 mil este ano", afirma.

O ministério recorda ainda que "todos os candidatos admitidos ao concurso externo ordinário, e que não reuniram as condições para a vinculação, mantêm-se para o concurso de contratação inicial, cujas listas serão publicadas nos prazos previstos no calendário do concurso, bem como para as sucessivas reservas de recrutamento, ao longo do ano letivo".

Dos professores agora vinculados, mais de metade (279) ficaram colocados no quadro de zona pedagógica 7, correspondente aos distritos de Lisboa e de Setúbal. Os grupos de recrutamento que registaram mais ingressos no quadro foram Educação Especial 1 (112) e 1.º ciclo do ensino básico (98).

Os professores que participaram no concurso têm agora um prazo para, dependendo da sua situação específica, aceitarem a colocação ou apresentarem recurso hierárquico.

Exclusivos