"Pico já terá passado". Situação de alerta prolongada até 30 de junho

"Neste momento, de acordo com a análise aos números, o pico já terá passado, com algumas regiões já com quedas visíveis", justificou a ministra Mariana Vieira da Silva.

O Governo decidiu esta quinta-feira, em reunião do Conselho de Ministros, prolongar a situação de alerta relacionada com a covid-19 até ao final do mês de junho. O Executivo, contudo, não vai alterar as regras em vigor nem acrescentar medidas adicionais.

A ministra da Presidência afirmou que os dados sobre a evolução da covid-19 em Portugal indicam que o "pico" da nova vaga de infeções já terá passado, assistindo-se a quedas da incidência em várias regiões.

Esta posição foi transmitida por Mariana Vieira da Silva em conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros, depois de questionada sobre a recente evolução da pandemia em Portugal.

Mariana Vieira da Silva referiu que, na quarta-feira, como habitualmente antes dos conselhos de ministros, juntamente com a ministra da Saúde [Marte Temido], reuniu-se com o conjunto de peritos que têm apoiado o Governo nas suas decisões.

"Neste momento, de acordo com a análise aos números, o pico já terá passado, com algumas regiões já com quedas visíveis, assim como no que respeita [à incidência] em grupos etários. Por essa razão, o Conselho de Ministros decidiu manter as medidas em vigor", respondeu a ministra da Presidência.

Mas Mariana Vieira da Silva deixou uma advertência: "Quero destacar que o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras, por exemplo, não significa que a máscara não deva ser utilizada em situações de maior risco".

A média de infeções voltou a aumentar de 22.805 para 29.101 casos diários em Portugal e todas as regiões registam um índice de transmissibilidade (Rt) do coronavírus superior ao limiar de 1, indica na quarta-feira o INSA.

Segundo o relatório semanal do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) sobre a evolução da pandemia de covid-19 no país, o Rt a nível nacional baixou de 1,23 para 1,13, mas todas as regiões apresentam a média deste indicador a cinco dias superior a 1, o que "indica uma tendência crescente" de infeções.

Ministério da Saúde anuncia novo plano de vacinação até 09 de junho

A ministra da Presidência anunciou ainda que até 09 de junho o Ministério da Saúde vai anunciar as suas decisões relativamente ao plano de vacinação de outono contra a covid-19.

Este calendário foi transmitido pela titular da pasta da Presidência em conferência de imprensa no final do Conselho de Ministros, depois de questionada sobre a vacinação contra a covid-19 destinada a faixas etárias abaixo dos 80 anos.

"Neste momento, está em curso a vacinação dos maiores de 80 e dos cidadãos que residem em estruturas residenciais para idosos. Entre a próxima semana e a semana seguinte, o Ministério da Saúde vai anunciar o plano de vacinação para o próximo Outono", respondeu Mariana Vieira da Silva.

De acordo com a ministra da Presidência, nesse plano de vacinação contra a covid-19, vão constar as decisões relativamente às outras faixas etárias, tendo também em conta informações mais recentes dos parceiros europeus de Portugal".

"Será um anúncio que o Ministério da Saúde fará", reforçou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG