Portugal recebeu hoje as primeiras 31200 doses da vacina da J&J

Administração destas doses fica em suspenso, à espera de uma decisão da Agência Europeia

Chegaram esta quarta-feira a Portugal as 31 200 doses iniciais da vacina da J&J, aprovada a 11 de março pela Agência Europeia do Medicamento (EMA), que estavam previstas de acordo com o Plano Nacional de Vacinação.

No entanto, e segundo apurou o DN, estas doses não serão usadas até a EMA, que está a investigar os fenómenos tromboembólicos registados também como reação adversa à vacina da J&J, tomar uma posição sobre o que fazer.

As restantes entregas que estavam previstas para toda a Europa foram suspensas na terça-feira por ordem do próprio laboratório, que quer ver a situação esclarecida.

A Agência Europeia do Medicamento salientou, esta quarta-feira, que os benefícios relacionados com a vacina do laboratório Janssen, da J&J, superam os riscos, mas remeteu uma decisão para a próxima semana.

Recorde-se que Portugal deveria receber 1,25 milhões de doses da vacina J&J no segundo trimestre de 2021, e até ao final do ano 4,5 milhões.

Ao contrário das três outras vacinas comercializadas no espaço europeu, Pfizer/BionTech, Moderna e AstraZeneca, a da J&J tem a vantagem de ser de dose única, o que permitiria, só neste trimestre, a inoculação de 1,25 milhões de portugueses.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG